Câmara de Coruche discrimina Junta do Couço
A maioria PS/PSD da Câmara de Coruche chumbou o protocolo de delegação de competências para a Junta de Freguesia do Couço, na sessão de dia 9, realizada à porta fechada. A Comissão Concelhia de Coruche do PCP considera esta decisão «grave» e «absurda», dado que o protocolo foi elaborado pela mesma maioria que agora o reprovou e que na mesma sessão foram aprovados por unanimidade protocolos com as restantes sete freguesias do concelho.
Sublinhando que se trata de uma «inaceitável discriminação política», o PCP recorda que a maioria PS/PSD da autarquia invocou como razão para o chumbo do documento o facto de o executivo da Junta de Freguesia do Couço ter comunicado que iria dar conhecimento à população do corte de verbas de 22 por cento, previsto no protocolo.
«A verdadeira razão para esta decisão da maioria PS/PSD na Câmara tem que ver com a tentativa nítida para limitar a capacidade de realização e minimizar a obra da Junta de Freguesia do Couço», considera o PCP, numa nota à imprensa.
O PCP chama a atenção para as afirmações do presidente da CM à comunicação social no início do ano, em que dizia que «o objectivo dos protocolos é dar mais receitas e competências às juntas de freguesia, e queremos assinar protocolos com todas juntas de freguesia».
A Comissão Concelhia do PCP lamenta «estas atitudes antidemocráticas e discriminatórias, já que quem é verdadeiramente prejudicado é a população da Freguesia do Couço», reafirmando que os seus eleitos continuam empenhados para trabalhar em prol das populações e na defesa dos seus interesses.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: