As fotos da Festa
Todos os anos a Festa nos sabe a pouco. Mesmo àqueles cujo trabalho de a conceber e de a erguer, de construí-la e de durante três dias assegurar os muitos serviços e as milhentas iniciativas, os deixam de corpo a zunir de fadiga, embora de alma revigorada pelo êxito que foi. A todos, milhares de construtores e centenas de milhares de participantes, o fim da Festa deixa a melancolia do final e a vontade de a relembrar, de a fazer durar, ainda que seja na memória. E, já como tradição, o nosso jornal recorda alguns dos bons momentos desse fraternal convívio em algumas - muito poucas - fotografias, só um vislumbre do que foram as jornadas de arte e de cultura, de simples confraternização, de solidariedade internacionalista, de debate e de luta, de espectáculos feitos para apreciar e de iniciativas preparadas para a participação colectiva. Sobretudo os grandes momentos de alegria que atravessaram, nos gestos e na música, na dança e no desporto, nos espectáculos e no encontro com o País e os seus sabores, com o mundo e as suas esperanças, o vasto espaço da Atalaia. Para o ano há mais!

Aqui ao lado, nas fotoGrafias, estão as «amostras» da selecção feita para esta edição. No caso, são fotos de Jorge Cabral, Nuno Lopes, Rogério Pedro, Sérgio Morais e Teresa Lacerda - cinco dos dezasseis fotógrafos (também aqui ao lado nomeados) que foram os nossos Fotógrafos da Festa.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: