O PCP recusa a inércia e o acomodamento
Em movimento, por um Portugal com Futuro
Encerramento no sábado
É já no próximo sábado, 15 de Novembro, que se realiza entre as 10.30h e as 17.00h, na Casa do Artista, em Carnide, Lisboa, a Sessão Pública de encerramento da acção «Em movimento, por um Portugal com Futuro».
Após um ano de aprofundamento do conhecimento da realidade portuguesa, sempre em profunda ligação aos trabalhadores e às populações, indo ao concreto dos seus problemas e anseios, o PCP irá apresentar as conclusões do debate e da mobilização em torno da resistência à política de direita.
Uma alternativa às políticas de e da direita, passa, obrigatoriamente, pela acção e propostas do PCP que, recusando a inércia e o acomodamento, bem como, lógicas de simples aritmética eleitoral, reafirma, não só a necessidade, como também, a possibilidade da sua construção.
A valorização do trabalho e dos trabalhadores; uma economia que defenda o sector produtivo e onde prevaleça o interesse público e nacional; uma sociedade com elevados padrões de qualidade de vida, justiça social e cultura; uma dimensão ordenada e ecológica do território; um Estado moderno e eficaz ao serviço dos portugueses; uma democracia plena e participada; e um país soberano para uma Europa de paz e cooperação; são as grandes propostas que foram sendo construídas e que, um ano após o seu início, o PCP apresenta publicamente aos portugueses.
Estas linhas de proposta foram sendo construídas no debate, no aperfeiçoamento do nosso conhecimento, ouvindo as populações, valorizando todos os contributos. Nesta sessão pública de encerramento, o PCP não poderá deixar de contar com a presença de todos aqueles que colectivamente deram o seu contributo.
Na iniciativa que contará com a apresentação de vários testemunhos em vídeo sobre situações e casos mais expressivos da vida económica, social e cultural, participarão, para além do Secretário Geral, Carlos Carvalhas e dos membros dos organismos executivos do Comité Central, vários outros membros do Partido e cidadãos independentes, entre os quais destacamos, Fátima Messias, Sérgio Ribeiro, Deolinda Machado, Barata Moura, Carmen Santos, Octávio Teixeira, Gabriela Tsukamoto, António Filipe e António José Avelãs Nunes, que do mundo do trabalho à cultura, à economia e à ciência dão força a um Portugal com Futuro.

Como chegar à Casa do Artista

Melhor transporte: o metro da estação de Carnide.
Na 2.ª Circular na Zona do centro Comercial Colombo, entrar na indicação Hipermercado e seguir pela Av. Lusíada; continuar na avenida em frente e encostar sempre à direita (com cautela, pois ainda há mais vias à direita), seguindo a indicação Pontinha, e ao fundo virar à direita; em frente, nos segundos semáforos (já se vê o edifício), virar à esquerda e continuar a seguir as setas do esquema na imagem, até encontrar estacionamento.

Em Movimento no Porto

Entretanto, a organização do Partido no Porto promoveu, na sexta-feira passada, o encerramento da acção Em Movimento por um Portugal com Futuro no distrito. Várias dezenas de pessoas acorreram, assim, à Junta de Freguesia de Massarelos, para participarem num debate sobre a realidade e os desafios da Produtividade e Competitividade na Economia Portuguesa.
No decurso desta sessão, acompanhada com vivo interesse, intervieram Ilda Figueiredo, Manuel Freitas, Sérgio Ribeiro, Pedro Carvalho, José Caldeira, Fernando Sequeira e, ainda, Agostinho Lopes, membro da Comissão Política, que encerrou o debate e dele tirou as devidas conclusões.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: