Demissões na BT

O comandante da Brigada de Trânsito (BT) da GNR, Alfredo Assunção, demitiu-se do seu cargo de chefia da corporação, na quarta-feira da semana passada, na sequência da anulação da transferência de 29 guardas daquela unidade para as brigadas territoriais.
A demissão, à qual se seguiu no dia seguinte a do segundo comandante da BT, Alves Martins, foi motivada por um despacho do secretário de Estado, Luís Pais de Sousa, dando seguimento ao acórdão do Tribunal Central Administrativo que havia dado razão à queixa apresentada pelos militares da BT.
Os 29 indivíduos, que admitem avançar para processos civis caso não sejam ressarcidos pelos prejuízos, foram colocados nas unidades territoriais no início do ano, em consequência das investigações a alegados casos de corrupção na BT.
Paralelamente, mais de uma centena de profissionais da guarda reclamam igual tratamento e equacionam a apresentação de pedidos semelhantes de reintegração.
Entretanto o Ministério da Administração Interna indigitou o major-general Manuel António Apolinário para o lugar deixado vago no comando da BT da GNR.


Petroleiro traz perigo

A Confederação Portuguesa de Associações de Defesa do Ambiente (CPADA) exigiu, quinta-feira, em comunicado, que o Governo português impeça a passagem de um petroleiro russo, proveniente da Letónia com destino a Singapura, pelas águas territoriais nacionais e que adopte medidas imediatas para responder a uma eventual catástrofe ambiental.
O Geroi Sevastopolya é um navio de casco simples e poderá passar pela costa portuguesa carregado com cerca de 50 mil toneladas de fuelóleo, pelo que os ambientalistas sublinharam que «Governo deverá controlar a sua trajectória e impedir que um possível acidente se torne em catástrofe, como farão outros países como a Espanha e a França», recordando o trágico naufrágio do Prestige ao largo da costa galega que, em Novembro de 2002, provocou a maior catástrofe ecológica da União Europeia.
Segundo declarações do porta-voz do Chefe do Estado Maior da Armada, Gouveia e Melo, a possível rota do Geroi Sevastopolya está a ser acompanhada de perto pelas autoridades portuguesas, tendo aquele responsável adiantado que, apesar da apreensão, só se pode impedir a passagem pela Zona Económica Exclusiva se for provada a existência de risco iminente de desastre ambiental.
No entanto, de acordo com a legislação aprovada em Outubro passado, os petroleiros de casco simples e com mais de 23 anos estão proibidos de circular em águas comunitárias ou fundear em qualquer dos seus portos.


População portuguesa «encolhe»

Segundo estimativas divulgadas pelas Nações Unidas, na terça-feira da semana passada, a população portuguesa deverá crescer até ao ano de 2010 diminuindo, a partir de então, até cerca de um quinto dos actuais 10 milhões e oitocentos mil habitantes.
Os números estão contidos num estudo do departamento de assuntos económicos e sociais da ONU, e baseiam-se na projecção da população mundial com o pressuposto de uma média de dois filhos por cada mulher, o que, apesar de pouco provável, pode alterar-se ligeiramente, fazendo variar concomitantemente as taxas previstas.
No mesmo relatório supõe-se que no ano de 2300 a população mundial poderá chegar aos 9 mil milhões de indivíduos, cifra que actualmente se mantém nos 6,3 mil milhões.
Quanto à evolução por regiões do planeta, o continente africano duplicará o seu actual efectivo, passando a representar 24 por cento do total, enquanto a Europa decrescerá de 12 para 7 por cento.
A idade média das pessoas também irá registar um aumento significativo, estimando-se que, daqui a trezentos anos, seja de 50 anos e que 38 por cento da população mundial esteja acima da fasquia dos 60 anos.


Morreu Ruben Gonzalez

Faleceu, na segunda-feira, em Havana, o pianista cubano Ruben Gonzalez, sucumbindo às graves complicações respiratórias e renais que, nos últimos meses, haviam debilitado o seu estado de saúde.
Apesar de ser um dos músicos mais conhecidos e respeitados na sua terra natal, Ruben Gonzalez, de 84 anos, natural de Santa Clara, só obteve projecção internacional a partir do momento em que participou, juntamente com Compay Segundo, Elias Ochoa, Roy Cooder e Ibrahim Ferrer, entre outros, no documentário «Buena Vista Social Club», dirigido pelo alemão Wim Wenders.
O projecto percorreu o mundo com espectáculos ao vivo nos mais importantes palcos, contribuindo decisivamente para dar a conhecer um pouco melhor a cultura sonora de Cuba e para que os ritmos de raiz popular do Caribe ocupassem o merecido lugar na cena da música do mundo.


Além da Casa Pia

O secretário regional da Agricultura e Pescas dos Açores, Ricardo Rodrigues, apresentou, segunda-feira, a sua demissão na sequência de notícias que o envolvem em alegadas práticas de abuso sexual de menores na ilha.
Uma investigação conduzida pela mesma jornalista dos casos da Casa Pia, Felícia Cabrita, revelou que, para lá da suposta rede de pedofilia que operava em Lisboa, outras instituições e outros locais estão relacionados com esta negra realidade.
De acordo com os testemunhos divulgados, estarão envolvidos na rede de pedofilia dos Açores ocupantes de cargos públicos, para além de um padre e diversos empresários.
A actividade não conheceu abrandamento com o início das investigações à Casa Pia, contam os relatos, que apresentam como principal razão para cederem aos aliciamentos a extrema pobreza em que viviam com as suas famílias.


Resumo da Semana