Amadora
Não aos parquímetros
Apesar de não constar da Ordem de Trabalhos, a Câmara Municipal da Amadora apresentou, discutiu e aprovou à pressa, na última reunião da Assembleia Municipal, com os votos a favor do PS e PSD/PP e os votos contra do PCP, a extensão dos parquímetros privados à freguesia da Mina. e o Regulamento dos mesmos.
A Comissão Concelhia da Amadora do PCP, a quem cabe a denúncia, considera o facto tanto mais grave, quando a freguesia de Mina é essencialmente residencial, debatendo-se com falta de lugares de estacionamento. A colocação de parquímetros só pode, pois, ser feita à custa da retirada de lugares aos moradores, alertam os comunistas, para quem o «cartão de residente» não passa de «demagogia», tendo já sido desmascarado na Venteira, uma vez que «ter cartão e lugar para estacionar são duas coisas totalmente distintas».
Esperava-se, aliás, que Joaquim Raposo, depois de ter reconhecido alguns erros cometidos, fosse levado a recuar nas intenções de alastrar os parquímetros pela cidade, mas parece que, afinal, a política continua a mesma, diz a Concelhia do PCP, apelando à luta das populações contra essa política e lembrando que a luta na Venteira levou já a uma nova proposta de Regulamento e Zonamento para os parquímetros nessa freguesia.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: