Pingo Doce ataca horários
Nos supermercados Pingo Doce, do grupo Jerónimo Martins Retalho, foi lançada uma «clara tentativa de aplicação do Código do Trabalho», com o alargamento do período de descanso para almoço e com a alteração unilateral de horários de trabalho de muitos trabalhadores – denunciou o CESP/CGTP-IN, que preveniu para «novas imposições ilegais», com base no anúncio de que a partir de Janeiro serão exigidos também serviços de limpeza. O sindicato vai promover hoje, amanhã e sábado uma série de acções de sensibilização dos clientes em supermercados de Lisboa.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: