Cascais não escapa à destruição de postos de trabalho
Na linha do desemprego
Conhecido como local «da alta», Cascais não é um concelho rico. Tal como noutros concelhos do distrito de Lisboa, há empresas a fechar e trabalhadores a ficar sem emprego. No interior, não é novidade, mas intensificou-se recentemente. Mas em 2003 o desemprego chegou à jóia da coroa, a Avenida Marginal. Ali, bem junto dos grandes palácios, por entre luxuosos carros e imponentes casinos, um conhecido hotel foi fechado, atirando para o desemprego cerca de 230 trabalhadores. Foram estas realidades que o PCP quis denunciar, na terceira «Rota do Desemprego», realizada no passado dia 30.

Por uma alternativa política
favorável aos trabalhadores

Congresso para a acção
Da reunião magna da CGTP-IN saiu o apelo a que o diagnóstico sobre a situação do País seja acompanhado por uma intervenção «em consonância». Ao exigir uma alternativa ao actual Governo e à sua política, a central deixou claro que, «pela nossa parte, vamos à luta». Uma grande jornada nacional ficou já marcada para 11 de Março.

Debate e decisões reafirmam
Unidade com força
Com o 10.º Congresso, a CGTP-IN ficou mais forte e melhor preparada para as duras batalhas que o movimento sindical unitário e os trabalhadores têm pela frente. O debate colectivo, no anfiteatro da ex-FIL, teve momentos em que se confrontaram posições opostas. Mas o resultado acabou por ser a votação praticamente unânime das decisões fundamentais, num ambiente de grande camaradagem e determinação para a luta.

Forte presença internacional