• José Casanova

Todos cheios de razão
Durão Barroso e os seus ministros insistem em atribuir ao anterior governo as culpas pelos muitos e graves problemas que afligem o País e a imensa maioria dos portugueses. E estão cheios de razão, a meu ver: na realidade, o governo do PS, liderado por António Guterres, foi uma autêntica desgraça para o País e para a imensa maioria dos portugueses – e foi, por isso mesmo, uma autêntica graça para a escassa minoria composta pelos chefes dos grandes grupos económicos.
É claro que, do mesmo mal se haviam queixado, logo que tomaram posse, António Guterres e os seus ministros, também eles cheios de razão, face aos muitos e graves problemas que afligiam a imensa maioria dos portugueses, fruto, obviamente, da má governação do governo anterior – um governo do PSD, liderado por Cavaco Silva e que durante mais de uma década maltratara a mesma imensa maioria dos portugueses e bemtratara os mesmíssimos chefes dos grandes grupos económicos.
Carregadíssimos de razão estavam, igualmente, Cavaco Silva e os seus ministros ao atribuírem ao governo que os antecedera – um governo de coligação PS/PSD liderado por Mário Soares, como estamos lembrados – as culpas pelos muitos e graves problemas que assolavam o País e que se traduziam numa situação infernal para a tal imensa maioria dos portugueses e numa situação paradisíaca para os tais chefes dos grandes grupos económicos.
E, recuando no tempo, por aí fora, chegaremos ao longínquo ano de 1976, o ano do pecado original... o ano do primeiro governo constitucional: o primeiro capitaneado por Mário Soares, também o primeiro a maltratar constitucional e democraticamente a imensa maioria dos portugueses e a bemtratar a minoria composta pelos chefes dos grandes grupos económicos - e que viria a ser, ainda, o primeiro da longa série de governos (que haveria de estender-se até ao actual, capitaneado por Durão Barroso) unidos pelo objectivo comum de destruir Abril praticando uma política de frontal violação da Constituição da República Portuguesa.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: