É preciso eleger deputados úteis à construção de alternativas
Razões para votar CDU
Uma equipa de eleição
A poucos dias das eleições para o Parlamento Europeu, marcadas para o próximo domingo, dia 13 de Junho, os quatro primeiros candidatos da lista da CDU avançam razões pelas quais o voto na CDU é o único que vale a pena.
Durante semanas, os candidatos da CDU percorreram o País de Norte a Sul.
Bateram-se por um outro rumo para Portugal e para a Europa, em defesa do trabalho com direitos e pelas regalias sociais conquistadas com a Revolução de Abril.
Defenderam a manutenção da capacidade produtiva nacional, os serviços públicos e os necessários investimentos em sectores como a educação, a saúde ou a segurança social.
Coerentes com o trabalho realizado durante cinco anos no PE, os eleitos comunistas estiveram sempre na primeira linha de combate por um Portugal de progresso e justiça social e, por isso, sentiram o apoio e confiança manifestadas no trabalho desenvolvido, e afirmam também a necessidade do reforço do número de eurodeputados realmente úteis à construção de uma política alternativa.
Os depoimentos de Ilda Figueiredo, Sérgio Ribeiro, Odete Santos e Heloísa Apolónia apontam razões para votar na CDU, e apelam também a todos os camaradas e amigos para que, nos dois dias de campanha que restam, passem a mensagem da nossa candidatura e façam um esforço final para que o cartão mostrado ao Governo seja de vermelho vivo pintado.

Ilda Figueiredo
Alterações nos alicerces da Europa


A candidatura da CDU defende um outro caminho para Portugal e para a Europa, contra o neoliberalismo, o federalismo e o militarismo, na defesa intransigente dos interesses de Portugal, da produção portuguesa, do emprego com direitos, de serviços públicos de qualidade, numa Europa de paz e cooperação, de desenvolvimento, de maior justiça social, o que naturalmente pressupõe alterações profundas nos alicerces da própria União Europeia.

Sérgio Ribeiro
Reforçar quem contraria a exploração


A importância de votar CDU é a importância de se escolher e reforçar quem, no Parlamento Europeu, contrarie as políticas e as estratégias que mantêm e agudizam relações de exploração, quem defenda outros caminhos que sirvam os trabalhadores e as populações. Outra razão é o facto de ser o Parlamento Europeu o único órgão comunitário para onde os trabalhadores e as populações podem escolher quem os represente. Por último, a cada vez maior influência que têm as decisões tomadas a nível comunitário nos quotidianos de todos nós.

Odete Santos
Propostas com futuro


A CDU é a força com propostas que garantem um futuro de progresso para o País e para os cidadãos e defende um modelo económico assente no emprego, na valorização do trabalho, no aumento real dos salários e das pensões de reforma.
É preciso dizer não a políticas que desvalorizam o trabalho, que restringem os direitos. É preciso derrotar o Governo e é o voto na CDU que verdadeiramente os castiga.
As estatísticas dizem-nos que foram os deputados da CDU que mais e melhor trabalharam, que denunciaram a política antipatriótica do Governo e os atropelos à soberania nacional, ao contrário dos outros que defendem uma Europa federalista.
Os deputados da nossa coligação lutaram pela Europa da Coesão Económica e Social. Outros submeteram- se à Europa dos capitalistas.
Num contexto internacional de escalada do imperialismo foram os deputados da CDU as vozes dos cidadãos da Europa que se opuseram à guerra e à violência.

Heloísa Apolónia
Livres de lobbies e de interesses


É às forças políticas que integram a CDU que muitos cidadãos se dirigem permanentemente referindo que é em nós que confiam para fazer eco das suas preocupações, que é em nós que confiam para fazer pressão para a resolução dos seus problemas, porque nos reconhecem dedicação na representação e no trabalho que desenvolvemos, porque conhecem a nossa forma de estar na política, livres de manipulações de lobbies e de interesses económicos. Então, é preciso dizer que essa confiança que depositam no nosso trabalho político tem que se reflectir no voto.
Votar CDU é votar para eleger deputados activos ao Parlamento Europeu, conhecedores e permanentemente atentos à realidade portuguesa e às políticas europeias e para afastar aqueles que só vão para a Europa dizer que sim a tudo, independentemente dos efeitos que isso tenha sobre o nosso país. E votar CDU é também votar na possibilidade de ter uma voz ecologista portuguesa no Parlamento Europeu.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: