Academia de Ciências de Lisboa quase sem verbas
A Academia de Ciências de Lisboa vive uma situação financeira muito difícil e não tem condições para desenvolver os seus projectos. A deputada comunista Luísa Mesquita apresentou um requerimento na Assembleia da República questionando o Ministério da Ciência e do Ensino Superior sobre as medidas a tomar para permitir o «funcionamento com dignidade» da Academia e as verbas previstas no próximo Orçamento de Estado para a instituição.
Classificando a situação financeira «lamentável e injustificável», Luísa Mesquita lembra que o Governo suspendeu a verba do projecto de higienização e tratamento informático do arquivo erudito da Biblioteca e que a Academia de Ciências não tem dinheiro para atribuir os prémios Ricardo e Artur Malheiros há vários anos.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: