A investigação fundamental
Em contraponto às pressões dos lobbies empresariais e patronais, traduzidas no acentuado dirigismo da Ciência e da Tecnologia Europeia para a investigação aplicada e orientada para determinados objectivos industriais, nos dois últimos anos diversas outras iniciativas têm vindo a chamar a atenção para a importância urgente da investigação fundamental.

Na morte de Arafat
<font color=d40000>Palestina de luto e em luta</font>
Yasser Arafat morreu. Na hora de lhe prestar a última homenagem, os palestinianos esqueceram divergências e choraram Abu Ammar, o combatente, como será sempre recordado pelo seu povo, pelos árabes e por todos os que pelo mundo fora se batem contra o imperialismo, pelo direito inalienável dos povos à autodeterminação e independência, pela justiça e pela paz.

Arafat, uma vida de combate
<font color=d40000>O rosto de uma luta que continua</font>
A luta do povo palestiniano pelo direito à terra e à construção de um Estado livre e autónomo dos restantes assenta raízes profundas na história da humanidade. De entre os muitos milhares que deram corpo e dedicaram a vida a esta causa, emergiu, nas últimas quatro décadas, Yasser Arafat, o rosto de um combate justo que, para além da sua existência, promete continuar.

Luta pela Palestina
<font color=d40000>Uma causa com causas</font>
Tal como toda a sua vida, também a morte de Arafat recolocou uma vez mais a questão da Palestina no centro das atenções internacionais. Embora não tenham faltado os oportunistas que tentam apresentar o malogrado presidente da Autoridade Nacional Palestiniana como «o obstáculo» à paz enfim removido, a ocasião serviu igualmente para denunciar a dramática realidade vivida nos territórios ilegalmente ocupados por Israel e a heróica saga dos palestinianos pela justa causa da Palestina.

Palestianianos
<font color=d40000>Quem são os refugiados</font>
Os refugiados palestinianos, segundo a definição técnica da UNRWA (Agência das Nações Unidas para o Auxílio e Trabalhos para os Refugiados Palestinianos no Médio Oriente), são pessoas cujo lugar normal de residência foi a Palestina entre Junho de 1946 e Maio de 1948, que perderam as suas casas e meios de subsistência em resultado do conflito israelo-árabe de 1948. Os serviços da UNRWA estão disponíveis para todos os que vivem na área de operações a que se aplica esta definição, que estão registados na Agência e que necessitam de assistência. A definição de refugiado da UNRWA aplica-se igualmente aos descendentes das pessoas que se tornaram refugiadas em 1948.

Portugal e Palestina
<font color=d40000>Povos irmãos</font>

Eleições americanas revelam fraude
Sistema feito à medida
A vitória eleitoral do republicano George W. Bush e dos seus apoiantes de extrema-direita deixa apenas e só uma opção de escolha à classe trabalhadora e às forças progressistas nos EUA: Mobilizarem-se para a luta contra a guerra e todo o programa apresentado por George W. Bush.