PSD e CDS rejeitam propostas<br> do PCP para Piddac
O PSD e o CDS rejeitaram todas as propostas apresentadas pelo PCP para o Piddac de 2005 para o distrito do Porto, embora todas eles correspondam a necessidades efectivas da população, visando a resolução de problemas e a correcção das assimetrias regionais que anualmente se aprofundam.
O PS absteve-se em todas as propostas, mesmo no reforço da verba prevista para o Centro Materno-Juvenil que a ainda actual maioria contempla no Orçamento de Estado para 2005, «atirando a sua concretização para as calendas gregas», critica a Direcção da Organização Regional do Porto do PCP, em comunicado.
A DORP sublinha que o PSD, o CDS e o PS não apresentaram nenhuma proposta que respondesse às aspirações da população e dos órgãos autárquicos, «o que revela insensibilidade perante os problemas existentes no distrito, que o discurso e a demagogia não podem esconder».
«A discussão do Piddac na especialidade não passou de uma farsa, já que o documento saiu tal como entrou, pela oposição activa do PSD/CDS e a cumplicidade do PS», salienta a DORL.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: