Sistema eleitoral posto em causa

Jerónimo de Sousa considera «muito pouco apropriado» Jorge Sampaio afirmar que é «absolutamente a favor da necessidade de maiorias, subentendendo-se que absolutas». «À beira de eleições em que é manifesto que há um partido que apela à obtenção de uma maioria absoluta, seria o que se chama "fazer um jeito"», comentou o líder do PCP, na Madeira, comentando as declarações do Presidente da República sobre uma possível mudança no sistema eleitoral para facilitar a criação de maiorias parlamentares.
Estas afirmações, na opinião de Jerónimo de Sousa, revelam «uma contradição insanável, uma impossibilidade prática, pois esse objectivo conduziria a um ainda maior enfraquecimento e distorção da proporcionalidade, ou seja, a operações de engenharia eleitoral destinadas a produzir resultados cada vez mais distanciados da real vontade manifestada pelos eleitores nas urnas».
O secretário-geral do PCP, manifestando-se contra declarações que «representam formas explícitas de influenciar a disputa eleitoral», apelou aos titulares de cargos públicos que mantenham uma conduta discreta e isenta e confiem na capacidade de decisão, soberana, dos eleitores.


Dinheiro de Pinochet no BES

O Banco Espírito Santo Miami, uma subsidiária do Banco Espírito Santo a funcionar nos Estados Unidos, teria nos seus cofres mais de três milhões de dólares do antigo ditador, Augusto Pinochet, agora acusado pela Justiça chilena de homicídio e sequestro, durante a «Operação Condor».
A informação foi avançada no sábado pela imprensa chilena, citando documentos da investigação judicial sobre as transacções financeiras de Pinochet. O texto admite que o enriquecimento do ditador pode ser ilegal ou fruto de doações ou juros invulgarmente altos.
O Espírito Santo Miami possui um estatuto especial entre as instituições bancárias que funcionam nos Estados Unidos, não estando sob fiscalização administrativa e tendo as suas transacções internacionais facilitadas.


Mau tempo na Europa e Venezuela

Quinze pessoas morreram e quatro desapareceram devido ao mau tempo e às inundações que assolaram o Norte da Europa, em particular a Dinamarca, Suécia, Reino Unido, Noruega, Alemanha, Rússia, Letónia e Polónia, durante o fim-de-semana.
Os tráfegos aéreo, marítimo e ferroviário foram encerrados em diversas áreas. Calcula-se que mais de 400 mil famílias suecas tenham sofrido os cortes de energia eléctrica, enquanto na Dinamarca ascendem a 60 mil e na Noruega a 20 mil. Na costa oriental dinamarquesa, o vento ultrapassou os 150 mil quilómetros por hora.
Também a Venezuela sofre com o mau tempo, que provocou a morte de pelo mesmos dois mortos. Segundo a Protecção Civil venezuelana, o volumes destas chuvas são atípicas, originadas por uma frente fria no mar do Caribe.


Antigos combatentes sem verbas

O Fundo dos Antigos Combatentes não tem verbas, de acordo com a edição de segunda-feira do Diário Económico, que cita o plano de actividades para 2005 do Instituto de Gestão de Fundos de Capitalização da Segurança Social. O documento revela que um mês depois do complemento de pensão começar a ser pago, em Novembro, o Fundo dos Antigos Combatentes «ainda não havia recebido qualquer dotação». De acordo com um assessor do Ministério da Defesa, os complementos de pensões foram pagos com verbas do Orçamento de Estado, mediante um despacho conjunto dos ministérios das Finanças, da Segurança Social e da Defesa.


Novo abalo sísmico no Alentejo

Um abalo sísmico de 8.8 na escala de Richter foi sentido no Alentejo na manhã de anteontem, nomeadamente em Évora, Alcácer do Sal, Montemor-o-Novo e Viana do Alentejo. Trata-se do terceiro sismo sentido em Portugal Continental no espaço de um mês.
Segundo o Instituto de Meteorologia, são sentidos anualmente no território continental entre 10 a 15 sismos. O Algarve e o Alentejo são as zonas habitualmente mais afectadas. «O facto de termos três sismos sentidos no espaço de um mês não tem qualquer significado especial e não indica nenhuma actividade sísmica fora do normal», afirmou Fernando Carrilho, especialista do Instituto de Meteorologia, em declarações à Lusa.
No ano passado foram registados 773 em Portugal Continental e região adjacente (Espanha e parte do Norte de África), mas apenas nove foram sentidos pelas. populações.


Resumo da Semana