No Porto
<font color=0093dd>BE engana eleitores</font>
A CDU do Porto acusa o Bloco de Esquerda de fazer publicidade enganosa, na sua propaganda regional, ao apresentar o seu deputado pelo distrito, João Teixeira Lopes, como, entre os eleitos pelo círculo, o que mais trabalhou na Assembleia da República. Para a coligação, a mentira ganhou ainda maiores dimensões quando, no documento regional, o BE assume «como trabalho do seu deputado pelo Porto, o total dos projectos de lei apresentados por todo o grupo parlamentar» na Assembleia.
«As contas prestadas pelo BE não batem certo, a não ser que assuma que os restantes eleitos do Bloco na Assembleia nada fizeram», acusa a CDU. A coligação PCP-PEV lembra que os dados relativos ao trabalho parlamentar são públicos e estão disponíveis no sítio electrónico da Assembleia da República. E estes mostram que, a nível nacional, o BE apresentou 118 projectos-lei, enquanto o PCP/PEV 144. Quanto a projectos de resolução, aos 44 do BE, os dois grupos que formam a CDU fizeram 141. Quando a apresentações parlamentares, o BE não apresentou nenhuma e o PCP/PEV apresentaram 68. Isto são os números nacionais.
Mas a CDU do Porto destaca que a nível regional os números avançados pelo BE também «não são assim tão fantásticos». «Com incidência no distrito do Porto, o Grupo Parlamentar do BE somente apresentou 4 projectos-lei e, por exemplo, para o PIDDAC distrital do OE 2005, somente 2 propostas de alteração (o PCP apresentou 33)», lembra a CDU. Questões escritas relativas ao distrito, o BE apresentou 7,1 por cento do total distrital, cabendo ao PCP 207 propostas, ou seja, 57 por cento do total. Estes números revelam, afirma a CDU, que ao anunciar que o seu deputado pelo Porto foi o que mais trabalhou, o BE está a «enfiar uma patranha de todo o tamanho à população do Porto».


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: