Os interesses dos trabalhadores e do povo são o guia de acção do PCP
PCP no arranque da X legislatura
Toda a atenção às questões sociais
Agendada estava para ontem, quarta-feira, na segunda sessão plenária da X Legislatura, a eleição dos membros da Mesa da Assembleia da República.
Com este acto, após o seu arranque oficial faz hoje oito dias, em sessão inteiramente preenchido com a tomada de posse dos 230 deputados, cumpridas ficam as formalidades indispensáveis ao início do normal funcionamento dos trabalhos parlamentares.
O deputado António Filipe foi o nome indicado pela bancada comunista para ocupar uma das quatro vice-presidências do Parlamento, que passará a ser presidido pelo socialista Jaime Gama. Propostos pelo Grupo Parlamentar do PCP para outros cargos e funções foram também os deputados Jorge Machado (para o lugar de Secretário da Mesa) e Abílio Fernandes (para o Conselho de Administração da Assembleia da República).
Neste início de Legislatura, com um quadro parlamentar marcado pela maioria absoluta do PS, a bancada do PCP não esconde a preocupação pelas questões sociais e económicas. Sobre estas áreas recairá uma atenção particular da formação comunista, sendo certo que constituirão um eixo das suas prioridades em termos de produção legislativa, como sublinhou ao Avante! o deputado Bernardino Soares, que continuará nesta Legislatura a desempenhar o cargo de presidente do Grupo Parlamentar do PCP.
Empenhado na adopção de políticas que concretizem a vontade de mudança expressa pelos portugueses nas urnas, a formação comunista prosseguirá ainda a sua acção em defesa dos interesses dos trabalhadores, dos estratos mais desfavorecidos e das populações, em defesa dos direitos sociais, pela melhoria das condições de vida do povo português, pela defesa do aparelho produtivo nacional.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: