<font color=3333ff>Nota do PCP à morte de Eugénio de Andrade</font>
«A literatura portuguesa e muito especialmente uma das suas mais valiosas e universais manifestações, a poesia, perderam hoje uma das vozes que mais rica, bela e inovadora expressão lhes concedeu: Eugénio de Andrade.
Poeta fundamental da expressão literária do Portugal contemporâneo, Eugénio de Andrade foi também uma inteligência crítica e interventora, um cidadão empenhado e atento à realidade do seu povo e do seu tempo, ao mundo e à paz, ao Portugal de Abril e à liberdade, a todos eles dedicando obras que constituem um perene património colectivo de Portugal.
O Partido Comunista Português manifesta o seu mais profundo pesar pelo desaparecimento de Eugénio de Andrade e associa-se às manifestações de pesar pela perda sofrida pela cultura portuguesa.

O Secretariado do Comité Central
13 de Junho de 2005»


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: