Jantar em Torres Vedras
Chegar o mais longe possível
Uma sala cheia de apoiantes recebeu Jerónimo de Sousa em Torres Vedras, na noite de sexta-feira. O pretexto foi o jantar, mas o objectivo principal era manifestar o apoio ao secretário-geral do PCP na sua candidatura a Belém. A iniciativa decorreu na Associação Cultural e Desportiva da Zibreira, na freguesia da Carvoeira.
Perante mais de 150 apoiantes presentes, o candidato criticou o actual Governo pelo facto de «em 8 meses ter desbaratado um capital de confiança e esperança, tal como Durão Barroso e Santana Lopes já o tinham feito». Assim, Jerónimo de Sousa reafirmou a necessidade de fazer cumprir a Constituição de Abril. Na sua vertente não apenas de democracia política, mas também económica, cultural e de defesa da própria soberania nacional.
O candidato comunista recordou o passado político de Cavaco Silva, referindo as suas responsabilidades no aumento da idade da reforma das mulheres dos 62 para os 65 anos, e ainda às várias cargas policiais que tiveram lugar enquanto foi primeiro-ministro. Um dos momentos que provocou maior entusiasmo nos presentes foi quando Jerónimo de Sousa afirmou, de forma peremptória, que a sua candidatura ia a votos «e tão longe quanto os portugueses quiserem». Foram várias as pessoas a querer cumprimentar e incentivar o candidato.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: