Audição do PCP sobre o sector rodoviário
<font color=990000>Onde a exploração é norma</font>
Perante o intenso ataque aos direitos dos trabalhadores por parte de sucessivos governos e das empresas do sector dos transportes rodoviários, teve lugar, a 19 de Novembro, em Coimbra, a Audição Nacional do PCP sobre as condições de trabalho no sector. Os ataques são de tal forma que põem em causa a dignidade da pessoa humana e coincidem com uma fase de avultados lucros para os grandes grupos económicos.
A audição contou com a participação de mais de uma centena de trabalhadores das várias empresas rodoviárias que operam no País. Todos salientaram a importância da iniciativa do PCP, única força política que os auscultou no propósito de enriquecer as propostas comunistas que serão levadas à Assembleia da República.
A riqueza das intervenções levou o membro do Secretariado e da Comissão Política do Partido, Francisco Lopes, a salientar que uma reportagem jornalística sobre a audição seria mais do que suficiente para que os portugueses compreendessem a verdadeira situação laboral e social em que se encontram os trabalhadores.
Talvez por isso, a comunicação social dominante não esteve presente. Estivemos nós.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: