Festa e luta com a CGTP-IN em 50 localidades
Maio grande nas ruas
Às dificuldades agravadas pelas políticas de direita, muitas dezenas de milhares de trabalhadores responderam com uma forte e vibrante participação nas comemorações do Dia Mundial do Trabalhador. A determinação de prosseguir a luta por uma nova política ganhará especial relevo na manifestação nacional da Administração Pública, marcada para dia 19, e deverá convergir numa próxima jornada da CGTP-IN.

USL indica 554 casos sem resposta
IGT tem que actuar
No distrito de Lisboa, há 554 solicitações de sindicatos que, de 1999 até agora, estão sem resposta da Inspecção Geral do Trabalho, denuncia a USL/CGTP-IN.

Função Pública levou o protesto às estradas
A caravana da indignação
Uma caravana automóvel, do Porto até Lisboa, manifestou, dia 28, a indignação dos funcionários públicos com as políticas do Governo PS e o anunciado PRACE que visa destruir serviços.

«Êxito extraordinário»<br> da greve na <em>CGD</em>
Com um nível global de adesão situado entre 75 e 80 por cento dos trabalhadores, o Sindicato dos Trabalhadores das Empresas do Grupo CGD considerou que a greve de 28 de Abril representou «um êxito extraordinário».

Adesão «esmagadora» na EMEF

<em>Lisnave</em> parou sexta-feira

SPRC entrega providência cautelar
Anular o destacamento<br> de docentes incapacitados
O SPRC entregou, no Tribunal Administrativo e Fiscal de Coimbra, uma providência cautelar para suspender o despacho que anula o destacamento de docentes incapacitados para dar aulas.

Arqueologia com morte anunciada

Guardas florestais humilhados na GNR
Os guardas florestais consideram que a sua integração na GNR está a ser humilhante para eles, com a subversão das condições de trabalho e a desvalorização do seu estatuto profissional, denunciou, anteontem, a FNSFP/CGTP-IN.

Ganchorra parada e apoios por pagar

Trabalhadores dos CTT protestaram em Lisboa
Travar a destruição do AE dos CTT
A greve dos trabalhadores dos Correios registou uma quase total adesão, na sexta-feira, quando mais de mil exigiram, em Lisboa, a salvaguarda de direitos. Voltam à luta, já este mês.

Breves