O secretário-geral do PCP foi muito saudado pelos comunistas espanhóis
PCP em Espanha e na Suécia
Reforçar a cooperação internacional
O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, e Ângelo Alves, da Comissão Política e da Secção Internacional, realizam durante esta semana uma ronda de visitas à Espanha e à Suécia.
Estas visitas realizam-se a convite do Partido Comunista de Espanha e do Partido da Esquerda da Suécia. Durante a sua estadia em Madrid, no dia 8, a delegação do PCP realizou um encontrou com a direcção do PCE, em que participaram, além do secretário-geral Paco Frutos, dirigentes como Felipe Alcaraz, presidente executivo, José Luís Centella, secretário para as relações internacionais, e Francisco Martinéz, secretário de Finanças e reponsável da festa do Mundo Obrero.
Nesse mesmo dia, à tarde, a delegação do PCP participou num acto com militantes e quadros do Partido Comunista de Espanha de Madrid. Nessa iniciativa, marcada por uma calorosa saudação por parte dos comunistas espanhóis à presença de Jerónimo de Sousa, usaram da palavra os secretários-gerais dos dois partidos.
Clara ficou também a coincidência de análises dos dois partidos em diversas áreas, como a defesa dos direitos dos trabalhadores, as grandes questões sociais, a luta contra a guerra e pela paz e a solidariedade com os povos, nomeadamente do Médio Oriente e da América Latina. Esta coincidência, a par da avaliação feita acerca da situação internacional e também em ambos os países, pôs em evidência a necessidade da existência e do reforço de partidos comunistas com a sua autonomia ideológica, política e organizativa, bem como o fortalecimento da sua cooperação internacional. Antes de embarcar rumo à Suécia, na terça-feira, o secretário-geral do PCP avaliou como «muito positiva» a jornada de contactos com os comunistas espanhóis. Sempre fiéis ao princípio do respeito pela autonomia e independência de cada partido, o PCP e o PCE afirmaram em Madrid a vontade de acentuar a cooperação bilateral sobre questões concretas de interesse mútuo, especialmente questões comuns aos dois países ibéricos.
Na terça-feira, a delegação do PCP rumou a Estocolmo, onde ficará até amanhã, sexta-feira. Na Suécia serão realizados vários encontros e visitas de âmbito partidário e institucional com o Partido da Esquerda da Suécia, de onde se destaca uma reunião com Lars Ohly, presidente desse partido. Para ontem estava agendado um encontro da delegação do PCP com elementos da comunidade portuguesa na Suécia.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: