ASPP/PSP denuncia «graves problemas»
A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP) pediu ao Governo para regulamentar a fixação dos horários de trabalho dos polícias, os quais «têm estado à mercê das hierarquias». A inexistência de horários de trabalho na PSP «tem trazido graves problemas» aos profissionais e suas famílias, que «não são compensados por isso», declarou à Lusa o presidente da ASPP/PSP, Paulo Rodrigues.
Meia centena de dirigentes, activistas sindicais e outros membros da PSP concentraram-se na passada semana no largo da Portagem, em Coimbra, e entregaram no Governo Civil um documento reivindicativo da classe, durante uma vigília.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: