Não à libertação de Posada

A Associação de Amizade Portugal-Cuba promoveu, anteontem, uma concentração junto à Embaixada dos EUA em protesto contra a libertação do terrorista Posada Carriles e exigindo o seu julgamento.
Numa carta dirigida às autoridades daquele país, entregue na ocasião, os manifestantes – que ainda foram alvo de perguntas intimidatórias por parte de polícias presentes - expressam o seu total repúdio pela libertação do autor confesso do atentado perpetrado contra um avião da companhia aérea civil cubana que matou 73 cidadãos.
Esta acção de protesto realizou-se no quadro de uma jornada mundial contra a libertação de Posada Carriles e a decisão do Tribunal Federal de El Paso de retirar todas as acusações que pendiam sobre esta figura sinistra com um vasto cadastro de envolvimento em inúmeros actos criminosos por toda a América Latina.


Luísa Basto regressa com «Alentejo»

Decorreu no passado dia 10 de Maio, quinta-feira, a cerimónia de lançamento do novo CD de Luísa Basto, intitulado «Alentejo».
No espectáculo realizado na Academia Almadense, a cantora nascida no Alentejo mas há muito radicada naquele concelho da margem esquerda do rio, teve a seu lado amigos, camaradas e admiradores de longa data que quiseram não só sublinhar o seu talento e voz excepcionais, mas também a sua postura e carácter ao longo de décadas de carreira e de luta ao lado do povo português.
A iniciativa promovida e organizada pela Associação Amigos da Cidade de Almada foi, por isso, uma homenagem sincera à «mulher corajosa, abnegada e firme» cujo amor à arte e à liberdade se volta a expressar de viva voz num trabalho discográfico que incluí 20 temas.


«Etna no Vendaval da Perestroika»

Ana Catarina Almeida e Miguel Urbano Rodrigues assinam as venturas e desventuras de uma estudante de história durante a sua permanência na União Soviética, e a leitura e experiências apuradas no decurso dos acontecimentos que resultaram na destruição do socialismo nas quinze repúblicas que constituíam o país.
A trama do romance «Etna no Vendaval da Perestroika» leva-nos a Kiev, Leninegrado, à China e às ruínas da antiga Pérsia, percurso repleto de incerteza que Etna, personagem principal, aproveita para digerir os sonhos destruídos pela Perestroika e tomar balanço para continuar a amar e a transformar o mundo.


Europa precisa de imigrantes

Um estudo encomendado pela empresa de trabalho temporário Randstad e apresentado a semana passada em Madrid, afirma que o espaço comum europeu vai precisar de mão-de-obra imigrante nos próximos anos.
De acordo com os dados do relatório, caso se mantenham as principais linhas da política de imigração, a UE vai registar um défice de mais de 50 milhões de trabalhadores dentro de aproximadamente quatro décadas, projecção que desmente os argumentos dos que defendem a aplicação de restrições ainda mais duras no que à permanência de estrangeiros diz respeito justificando-as com a escassez de emprego.
Segundo a Randstad, a maioria dos imigrantes encontra trabalho em condições desfavoráveis face aos seus homólogos europeus, ocupando-se maioritariamente nos sectores ligados à produção, serviços de limpeza, administração e hotelaria.


Horta vence em Timor

A Comissão Nacional de Eleições de Timor Leste confirmou os resultados apurados na segunda volta das presidenciais no país e atribuiu a vitória a José Ramos-Horta com 69 por cento dos votos, contra 31 por cento recolhidos pelo candidato da Fretilin, Francisco «Lu-Olo» Guterres.
Lu-Olo cumprimentou Ramos-Horta pela vitória no sufrágio e pediu ao novo presidente de Timor Leste que defenda a independência e coesão da nação recentemente assolada pela violência.
Após o anúncio oficial dos resultados registaram-se incidentes entre apoiantes de um e de outro candidato em Ermera e Liquiçá, mas os responsáveis das forças de segurança estrangeiras presentes no território e os representantes das Nações Unidas garantiram que a situação já regressou à normalidade. Não obstante, Jacinto Conceição, da Polícia Nacional, ouvido pela Associated Press e citado pelo Lusa, sublinhou que «sete casas foram arrasadas, outras nove ficaram destruídas e 14 pessoas acabaram feridas» nos confrontos.
Apesar do aparente regresso da calma, o secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, veio denunciar que «vários apoiantes do partido foram atacados depois de José Ramos-Horta ter sido eleito» e que «em Ermera vários militantes foram feridos e um deles teve que ser transportado para o hospital de Dili».


Explicações de Rice não satisfazem Putin

A secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice, encontrou-se em Moscovo com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, para explicar o projecto de instalação de um sistema antimíssil norte-americano na Polónia e na República Checa, mas os argumentos da representante de Washington não foram suficientemente convincentes para demover o chefe de Estado russo e aliviar a tensão entre os dois países.
Segundo o ministro das relações exteriores russo, Sergei Lavrov, Putin «considera infundadas as explicações norte-americanas de que os mísseis são necessários para defender os EUA dos mísseis balísticos iranianos e norte-coreanos».
Rice e Putin abordaram outra questão que divide o Kremelin e a Casa Branca, o estatuto do Kosovo, e comprometeram-se em «alcançar uma solução que satisfaça todos», embora tal pareça quase impossível enquanto EUA e UE mantiverem a proposta de independência daquela província da Sérvia. Moscovo ameaça vetar o projecto de resolução no Conselho de Segurança das Nações Unidas.


Resumo da Semana