Comunicado do Comité Central
do Partido Comunista Português

Após o êxito da Greve Geral, <br>prosseguir a luta
O Comité Central do PCP, reunido a 25 de Junho de 2007, procedeu a análise da situação nacional num período particularmente marcado pelo grande êxito da Greve Geral de 30 de Maio que, com o envolvimento de mais de 1 milhão e 400 mil trabalhadores, constituiu o mais poderoso protesto contra a política de direita do Governo PS e dando expressão a uma forte exigência de mudança de rumo para o País. O Comité Central analisou o quadro político em que Portugal irá assumir a presidência da União Europeia, as exigências e os perigos que resultam dos processos federalistas que estão em curso. O Comité Central abordou a importante batalha eleitoral em Lisboa, confirmando a CDU como a força alternativa para o município e considerou também as tarefas imediatas do Partido nas quais sobressai, para além de uma forte iniciativa política associada à preparação da Conferência Nacional, a realização da 31.ª Festa do Avante!, o seu reforço orgânico e o contributo para a continuação da luta por um Portugal com futuro.

Conferência Nacional
Regulamento para o debate interno no Partido e eleição de delegados
Em conformidade com as competências que lhe são conferidas pelos Estatutos, o Comité Central convocou para os dias 24 e 25 de Novembro uma Conferência Nacional sobre Questões Económicas e Sociais – «Outro Rumo. Nova Política ao Serviço do Povo e do País», com os objectivos de aprofundar a análise à situação económico-social do País, para uma viva denúncia das políticas de direita de reconstrução do capitalismo monopolista e para afirmar e abrir caminho a uma política alternativa no plano económico e social, de defesa do regime democrático, da soberania nacional e do desenvolvimento do País.

Lisboa precisa, Lisboa merece outra política
«A CDU está a crescer»
«Trabalho, honestidade, competência» é a consigna da CDU, à qual os seus eleitos acrescentam outras características: experiência e dedicação, transparência e intervenção da população. Estas garantias que Lisboa conhece asseguram uma gestão eficaz, participada, descentralizada e identificada com os principais problemas e aspirações populares. As experiências de trabalho autárquico em Lisboa, das centenas de eleitos nas assembleias de freguesia, nas juntas, na Assembleia Municipal e na Câmara provam que os compromissos da CDU são para cumprir. E essa é a maior certeza da cidade: o trabalho dos eleitos da CDU, ao serviço da população de Lisboa no próximo mandato.

Visita à zona ribeirinha de Alcântara
Contra soluções «desgarradas»
A CDU visitou, dia 20 de Junho, a zona ribeirinha de Alcântara e, face aos conflitos persistentes, apresentou soluções estruturantes, no âmbito e escala do Plano Director Municipal (PDM).

CDU denuncia inacção do PSD e CDS-PP
Investir na reabilitação urbana
Rita Magrinho visitou, na passada semana, o Convento das Bernardas. Ali, a candidata da CDU acusou o PSD e o CDS-PP do estado «de quase letargia» em que se encontra a reabilitação urbana de Lisboa.

Encerrar SAP’s, hospitais, tribunais...
CDU denuncia especulação imobiliária

Trabalhadores da CML
É preciso votar certo e seguro!