Etna no Vendaval da <em>Perestroika</em> apresentado em Moura

Etna no Vendaval da Perestroika, romance da autoria de Miguel Urbano Rodrigues e Ana Catarina Almeida, foi apresentado na tarde de sábado, na cidade de Moura, numa sessão que contou com a participação de Jorge Feliciano.
Etna no Vendaval da Perestroika é o primeiro romance português que tem por tema central o desaparecimento da União Soviética, tendo por personagens estudantes portugueses em Moscovo.
A obra é escrita a quatro mãos, ora na primeira ora na terceira pessoa, transcorrendo em cenários diferentes, de Kiev e Leninegrado à China e às ruínas da Pérsia antiga, numa atmosfera de tensa incerteza.


Estreia mundial de A Excomungada

A peça A Excomungada, de Bernardo Santareno, é estreada a nível mundial amanhã, sexta-feira, no Auditório do Celeiro, de Torre de Moncorvo, às 21h30, apresentada pelos formando da acção «Teatro! O que é?». A encenação e espaço cénico são da responsabilidade de Leandro Vale.
A peça será apresentada em várias freguesias do concelho: dia 27 na Lousa, dia 28 em Felgar e dia 29 no Peredo. Prevê-se uma digressão nos municípios vizinhos em Outubro e nos Açores em Novembro.


Recordar Jorge Peixinho

A CDU promoveu uma romagem à campa do maestro Jorge Peixinho, no cemitério de S. Sebastião do Montijo, na manhã de sábado, no dia em que se assinalava o 12.º aniversário sobre o seu desaparecimento.
Jorge Peixinho, natural do Montijo, é uma figura incontornável da cultura portuguesa e expoente máximo da música contemporânea, conhecido por ser um músico virtuoso, um compositor de vanguarda e professor do Conservatório.
Tendo integrado as listas da CDU para a Assembleia Municipal do Montijo, exerceu o cargo de presidente deste órgão desde 1994 até ao dia do seu falecimento.


Habitação dá milhões

O número de contratos para aquisição de habitação própria decresceu cerca de 4, 7 por cento entre 2005 e 2006, informou a Direcção-geral do Tesouro e Finanças.
Apesar da diminuição significativa fruto do aumento das taxas de referência decididas pelo Banco Central Europeu, no ano passado, quase 160 mil empréstimos foram aprovados num montante global de crédito que ascende aos 14.812,33 milhões de euros.
Dos 1.681.380 de contratos de crédito à habitação em vigor em Portugal a 31 de Dezembro de 2006, apenas 29 por cento correspondiam a regime jovem bonificado ou a outros regimes similares. Os demais 70 por cento são em regime geral gerando lucros de milhões em juros cobrados pelos bancos.


Mortalidade aumentou na ex-URSS

Segundo um estudo recente promovido pela Universidade do Michigan, nos EUA, a esperança de vida dos homens nos territórios da ex-União Soviética diminuiu em seis anos entre 1991 e 1994.
Daniel Kruger, o académico responsável pela investigação, constatou que, apesar de tudo, no período considerado, a taxa de mortalidade entre as mulheres aumentou menos que entre os homens, numa média comparada de cerca de 9,3 por cento envolvendo ambos os sexos.
Curioso é o dado que indica que as carências económicas e sociais levaram a um incremento brutal das taxas de suicídio. Na Estónia, por exemplo, o crescimento foi de 238 por cento.


EUA cada vez mais contestados

A desconfiança face à política externa norte-americana cresceu em todo o mundo. A afirmação é do Pew Research Center, instituto que tratou e interpretou os dados de um inquérito mundial levado a cabo em 46 países de todos os continentes num total de 45 mil pessoas auscultadas.
As guerras e ocupação do Iraque e Afeganistão contribuíram decisivamente para a formação da opinião das pessoas, diz o documento provisório da investigação. Bush é cada vez mais impopular entre os povos, os quais exigem na sua maioria a retirada imediata dos EUA dos territórios ocupados desde 2001 e o fim das orientações belicístas da Casa Branca.


Resumo da Semana