18 mil idosos não têm lar

Quase 20 mil idosos portugueses estão à espera por uma vaga num lar, revelou, dia 29, a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade. Os dados respeitam apenas ao universo dos estabelecimentos geridos por Instituições Particulares de Segurança Social e reportam a finais de 2006. Em média, um lugar num lar custará 80 por cento do total das pensões de reforma dos necessitados. A ausência de resposta do Estado às necessidades desta população tem deixado campo aberto às IPSS que, no entanto, não garantem oferta suficiente para satisfazer as necessidades. Aproveitando a carência, a Caixa Geral de Depósitos, os grupos Mello e Espírito Santo estão a investir neste lucrativo «mercado». Existem actualmente, em Portugal, 1200 lares a servir 43 mil utentes.


Bento de Jesus Caraça

«Bento de Jesus Caraça, semeador de cultura e cidadania» é uma recolha de textos inéditos e dispersos do professor catedrático, cientista e pedagogo, dirigente de instituições e periódicos científicos e culturais, conferencista e autor de ensaios, feita pelo resistente antifascista, técnico de contas e publicista, Alberto Pedroso e editado pela Campo de Letras.
«Militante comunista e impulsionador de movimentos unitários de resistência ao fascismo, clandestinos e legais», Bento de Jesus Caraça «repartiu, sabiamente e com quotidiano empenho, a sua vida, e tão breve ela foi», salienta-se numa nota de contra-capa sobre um homem «detentor de excepcionais qualidade intelectuais, possuidor de uma vasta e sólida cultura científica, histórica, filosófica e artística e, além disso, abnegado obreiro apetrechado com as ferramentas do materialismo dialéctico e do materialismo histórico».


Morre Michelangelo Antonioni…

O cineasta italiano Michelangelo Antonioni faleceu, segunda-feira, na sua casa, em Roma, com 94 anos, já debilitado por um acidente vascular cerebral sofrido em 1985. Considerado um dos grandes mestres do cinema europeu, nasceu em Ferrara, no norte da Itália, em 29 de Setembro de 1912. Da sua profícua carreira destacou-se com o sucesso de obras como «Escândalo de amor», de 1950, «O grito», de 1957, a trilogia «A aventura», de 1960, «A noite», de 1961 e «O eclipse», de 1962, «O deserto vermelho», de1964, «Blow-up», de 1966, ou «Identificação de uma mulher», de 1982. Com «O deserto vermelho» ganhou o prémio Leão de Ouro da Bienal de Veneza. «Blow-up» valeu-lhe a Palma de Ouro do festival de Cannes. Em 1982, vence o prémio especial do júri de Cannes com «Identificação de uma mulher». Hollywood atribuiu um Óscar ao conjunto da sua carreira, em 1995. Pelo mesmo motivo, em 1997, o festival de Veneza atribuiu-lhe o Leão de Ouro.


… e Ingmar Bergman

Anteontem, com 89 anos, em sua casa nas ilhas Faroe, Dinamarca, o cineasta sueco, Ingmar Bergman, outra incontornável referência do cinema europeu deu o último suspiro. Nascido a 14 de Julho de 1918, filho de um pastor da corte real sueca, Bergman começou a sua carreira no teatro, como encenador de peças, em Gotemburgo e Estocolmo. Só depois se dedicou à sétima arte que lhe granjeou fama mundial. Realizou mais de 40 filmes numa carreira iniciada na década de 40 com as obras, «Crise», de 1945 e «Prisão», de 1949. Com «O sétimo selo» obteve, em 1956, um prémio especial no festival de Cannes, a que se seguiu o Urso de ouro, do festival de cinema de Berlim. «Morangos silvestres», de 1957, valeu-lhe o prémio da crítica do festival de Veneza. Em televisão filmou, em 2003, «Sarabanda» que, com câmaras digitais, foi o seu último filme, muito depois de ter realizado o seu último trabalho cinematográfico, «Fanny e Alexander», em 1982. Em 2005 foi galardoado com o prémio Frederico Fellini, numa homenagem retrospectiva à sua obra.


Calor no Sul e cheias na Grã-Bretanha

Desde a semana passada que temperaturas anormais e alterações climatéricas têm resultado em fortes chuvas e cheias sem precedentes nos últimos 60 anos, na Grã-Bretanha, e numa forte onda de calor, particularmente no Sul e no Leste europeus. Na Grécia, Bulgária, Roménia e noutros países da Europa de Leste, as temperaturas rondaram os 50 graus centígrados provocando a morte de dezenas de idosos, camada etária que deve ter redobrada atenção à intensidade dos raios solares nesta época estival. Na Grã-Bretanha, cerca de meio milhão de habitações ficaram sem saneamento básico e foi necessário a protecção civil proceder à evacuação de milhares de famílias para fora das zonas assoladas pelas cheias.


Resumo da Semana