PCP defende estratégia integrada
para o Distrito de Setúbal

Apostar no desenvolvimento<br>e no bem-estar da população
Atingir um nível de desenvolvimento integrado, harmonioso e sustentável, capaz de garantir à população, qualquer que seja o seu concelho de residência, uma elevada qualidade de vida, eis, em síntese, o grande objectivo que o PCP quer ver alcançado no Distrito de Setúbal.

SETÚBAL III
Por uma visão global e integrada
O distrito de Setúbal, apesar dos seus grandes avanços, traduzidos em índices de qualidade de vida dos mais elevados do país – progresso que é inseparável da acção e iniciativa regional, com destaque para a intervenção altamente positiva do poder local democrático, como sublinha o projecto de resolução do PCP – está longe de ver todas as suas potencialidades aproveitadas, assistindo-se simultaneamente ao acentuar de algumas das suas fragilidades e problemas.

SETÚBAL II
Enormes recursos e potencialidades
São diferentes os níveis de desenvolvimento no distrito de Setúbal, como diferentes são os seus problemas e necessidades. É o que resulta de este ser um distrito que, independentemente dos seus traços comuns, tem uma das suas áreas – a Península de Setúbal – mais ligada a Lisboa, enquanto a outra – o Litoral Alentejo.

Sem o Pavia <br>o Alentejo nunca será o mesmo
A aldeia é pequena para os seus sonhos de artista. Vai muito novo, com dezanove anos, para Lisboa. É a capital da sua pátria, uma aldeia da Europa com os horizontes entaipados pelo botas que, de S. Bento, vigia Portugal e colónias para os dar a saque a meia dúzia de oligarcas que não se fazem rogados.