«Com o PCP – por um Portugal com Futuro»
A alternativa é possível
Com o PCP Portugal tem futuro foi a conclusão necessariamente tirada pelos que visitaram a exposição do Pavilhão Central, onde os comunistas não se limitavam a tecer justas críticas à política de direita, apresentando também inúmeras propostas para uma efectiva alternativa democrática. Segundo o ideal e o projecto comunistas, uma democracia de quatro vertentes inseparáveis: política, económica, social e cultural.
Começando por situar geograficamente Portugal e as suas riquezas naturais, a exposição lembrava o passado de mais de oito séculos «de afirmação da independência e soberania nacionais», hoje ameaçadas, como adiante se constatava. Contudo, o povo português, que sempre protagonizou grandes avanços e transformações, apesar dos retrocessos que também viveu, soube sempre resistir. Aliás, foi através da resistência heróica com que combateu o fascismo que, em 25 de Abril, recuperou a liberdade e alcançou importantes conquistas. As forças do capital não gostaram e, desde o primeiro momento, com o apoio das forças de direita e do PS, têm procurado subverter a Constituição e impor os seus ditames. Para tudo aquilo que já conseguiram, tem agora contribuído de forma inestimável o Governo de Sócrates. Mas a resistência é também cada vez maior, como se podia também ver no ecrã que ali projectava continuamente imagens de manifestações e lutas.
A afirmação de uma economia mista, a valorização do trabalho e dos trabalhadores, o desenvolvimento dos sectores produtivos e o combate à financeirização da economia, a dinamização do mercado interno e o desenvolvimento de relações económicas externas vantajosas e diversificadas, o primado dos serviços públicos na área das políticas sociais, são algumas das propostas dos comunistas, de que os visitantes puderam tomar conhecimento nesta exposição.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: