<em>Claro Interior</em> ilustrado por Rogério Ribeiro

«Dez desenhos de Rogério Ribeiro para o livro de poemas Claro Interior, de Amadeu Baptista» é o título da exposição inaugurada na semana passada, dia 12, na Galeria Cidi Arte, em Lisboa. A exposição está patente ao público até 27 de Outubro.
No catálogo, Rogério Ribeiro conta como o livro o «apaixonou e independentemente do destino, ao tempo ainda incerto da edição, os desenhos foram “saindo” na dimensão apetecida. Foi um trabalho de mútuo prazer e a edição que se conseguiu ficou digna, bonita e a nosso contento.»
O catálogo publica um poema inédito, Constelação, escrito especialmente para esta edição.


Falhas no planeamento familiar

A Associação para o Planeamento da Família alertou o Ministério da Saúde para a necessidade de assegurar a existência de contraceptivos nos centros de saúde em quantidade suficiente, lamentando que os stocks entrem em ruptura com frequência.
«Temos de assegurar que os contraceptivos existem sempre nos centros de saúde», afirmou na semana passada Duarte Vilar, director executivo da organização. «Apesar de a pílula receitada pelo médico ser bastante barata, os preservativos quando não são adquiridos nos centros de saúde são caros.»
A associação considera que há outras falhas no sistema, nomeadamente com os jovens e as comunidades migrantes, defendendo a criação de programas de planeamento familiar específicos para jovens.


Menos imigrantes em Portugal

O número de imigrantes legais em Portugal diminuiu entre 2004 e 2005, segundo dados divulgados pela OCDE na segunda-feira, passando de 469100 para 431 mil. Chegaram ao nosso país, 28 mil novos imigrantes em 2005, menos seis mil que no ano anterior. A OCDE considera que este declínio se deve ao baixo crescimento da economia portuguesa.
A nacionalidade que mais baixou foi a ucraniana, diminuindo 32 por cento, de 67 mil para 44900. Em 2005, o maior grupo era o dos brasileiros (70400), seguido dos cabo-verdianos (69600), dos angolanos (34600), dos guineenses (25200) e dos britânicos (19 mil). Nesse ano, a taxa de imigrantes era de 4,3 por cento relativamente à população portuguesa.


Inaugurado Centro do Livro Infantil

O primeiro centro em Portugal dedicado à literatura infantil foi inaugurada ontem na Biblioteca Municipal de Beja. O Centro do Livro Infantil foi criado a partir do espólio particular da falecida escritora Natércia Rocha.
A inauguração decorreu durante a nona edição das «Palavras Andarilhas», iniciativa dedicada à promoção do conto, do livro e da leitura que decorre durante toda esta semana na cidade.
O espólio de Natércia Rocha inclui cerca de três mil títulos, entre livros infantis e livros técnicos sobre literatura para crianças. O centro vai apostar na produção de materiais específicos para a promoção da leitura infantil, que, de acordo com Cristina Taquelim, da Biblioteca Municipal de Beja, «poderão ser usados por todos aqueles que rodeiam o mundo das crianças», como pais, educadores de infância, professores e auxiliares de acção educativa.


Gripe das aves em Tomar e Barquinha

Mais de 25 mil patos foram abatidos no fim-de-semana em duas explorações de Tomar e Vila Nova da Barquinha, depois de ser detectado o vírus H5N2 da gripe aviaria.
Trata-se de uma situação de baixo risco, acompanhada pela Direcção-Geral de Veterinária no Ribatejo Norte. O vírus detectado não causa doença aos animais e não é transmissível ao homem.
«Estes animais não estão doentes e não há qualquer situação de mortalidade anormal. Mas a legislação actual é mais apertada e quando aparecem animais mesmo com tipos de vírus com baixa patogenicidade as explorações têm de ser colocadas em sequestro e os animais abatidos», afirmou à Lusa Agrela Pinheiro, responsável da instituição.


Resumo da Semana