«Porto mais pobre!»
Está a decorrer ao longo do mês de Dezembro a campanha do PCP «Porto mais pobre!». Esta campanha foi apresentada em conferência de imprensa no dia 8, pela Direcção da Organização da Cidade do Porto do PCP. Com esta campanha, os comunistas do Porto pretendem denunciar as consequências para a cidade de dois anos de maioria PSD/PP na Câmara Municipal e do PS no Governo do País.
A iniciativa de lançamento decorreu no Centro Histórico da cidade por ser um «exemplo flagrante de desinvestimento, abandono e subserviência aos interesses privados». Mas, realçaram os comunistas, podia ter-se realizado noutro local, pois exemplos de consequências negativas das políticas de direita não faltam.
Com a maioria absoluta do PSD/PP na Câmara e sem a CDU exercer mandatos, «nota-se bem a diferença», realçam os comunistas. No mandato passado, exemplificam, a CDU dirigiu os serviços de limpeza e os SMAS. E deram-se grandes avanços. Iniciou-se a recolha de lixo ao domingo, entretanto terminada, e contrataram-se mais cantoneiros. A actual maioria tentou retirar-lhes o «prémio nocturno» e avançar para a privatização do serviço.
O PCP salienta ainda que onze anos depois da elevação do centro histórico a Património Mundial, prossegue a sua degradação. «Apenas se está a intervir onde os especuladores imobiliários podem retirar elevados lucros». Os comunistas denunciam ainda a dificuldade crescente do acesso à habitação por parte dos jovens, do ataque aos serviços públicos, centrais ou municipais, e a redução de mais de 20 por cento do investimento público no PIDDAC para 2008.
A campanha tem ainda como objectivo valorizar o trabalho dos comunistas, na Assembleia da República ou nos órgãos de poder local.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: