Voltarão as vozes que defendem os trabalhadores
CDU apresenta candidato por São Miguel
Construir uma alternativa política nos Açores
Aníbal Pires vai encabeçar a lista da CDU pela Ilha de São Miguel às Eleições Regionais de Outubro para o Parlamento açoriano.
Em conferência de imprensa, o candidato e coordenador regional da Direcção da Organização da Região Autónoma dos Açores do PCP assumiu, em primeiro lugar, o compromisso «de que os deputados que vierem a ser eleitos serão fieis aos princípios e às propostas que fizeram para cada um dos círculos eleitorais e para a região».
«Fidelidade com que pautamos a nossa actuação dentro e fora de períodos eleitorais, ao contrário de outros actores políticos», referiu Aníbal Pires, salientando que «a agenda política do PCP e da CDU Açores não é determinada por calendários eleitorais nem pela satisfação de interesses de ocasião que as circunstâncias ditam».
«A nossa coerência não tem nada de empedernido ou fossilizado, ao contrário do que afirmam alguns politólogos e analistas regionais. Aliás, a realidade política, social e económica que caracteriza o mundo, o País, a região e, também, esta ilha do Arcanjo, são o melhor argumento para desconstruir essas afirmações e análises feitas por encomenda do “dono”», acrescentou o comunista.
Com esta apresentação, que se realizou dia 21 de Fevereiro, no Auditório da Secretaria Regional da Economia, a CDU inicia um «novo ciclo» da actividade pré-eleitoral que só será encerrado com a entrega formal das candidaturas à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, em todos os círculos de ilha e pelo círculo regional de compensação.
«As candidaturas da CDU Açores não estão fechadas e constituem um processo dinâmico de construção colectiva que temos procurado ser o mais alargada e participativa, quer ao nível da construção do programa eleitoral que será apresentado a sufrágio, quer ao nível dos protagonistas que darão o rosto pelo projecto de alternativa e de políticas alternativas que a CDU irá propor aos açorianos e para os Açores», sublinhou Aníbal Pires.
Entretanto, quando os indicadores sociais e económicos colocam os Açores no fundo da tabela do desenvolvimento das restantes regiões do país e da Europa, a CDU, para contrariar esta tendência, propõe defender, entre outras medidas, «uma nova política de transportes marítimos e aéreos de mercadorias e passageiros» e «a diminuição do custo final das passagens aéreas na região e da região para o exterior».
«Não é aceitável que a questão dos transportes não seja devidamente encarada como determinante e estratégica para o desenvolvimento regional, para a coesão territorial e para a convergência real com o País e a Europa», defendeu Aníbal Pires.
Para São Miguel, ilha que mais população concentra e onde aparecem os maiores sinais dos desequilibras sociais e económicos, a CDU compromete-se a lutar pelo desenvolvimento, «de forma equilibrada, justa e sustentada».
«Ao Parlamento Regional voltarão as vozes que defendem os trabalhadores, a coesão territorial, social e económica, os sectores produtivos, os serviços públicos de saúde e de educação», prometeu o candidato comunista.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: