Nos 110 anos do nascimento de Ferreira de Castro
<b><font color=0094E0>A Literatura e o realismo social</b></font>
Desde Camilo que a nossa ficção se deixou seduzir (e, quanto a mim, bem) pela realidade portuguesa. A realidade que estava ao rés dos olhos, bastava para tanto fixar o olhar e ela entrava-nos pelos neurónios, a doer, atrelava-se à prosa como lapa à rocha em manhãs de vendaval. Com Camilo e com Júlio Diniz e, mais tarde, com Eça de Queirós, começávamos a saber pensar, literariamente, a realidade circundante, nossa e intransmissível – os seus mais obscuros linimentos.

José Maria Ferreira de Castro
<b><font color=0094E0>Escritor de grandes causas sociais<br>combatente da liberdade</b></font>

Ferreira de Castro e “A Lã e a Neve”
<b><font color=0094E0>As greves de 1941 e 1946 na Covilhã<br>Tão distantes e tão presentes</b></font>
Já passava muito da meia-noite do dia 23 de Maio e, apesar do frio, a assistência que enchia o Auditório da Filarmónica da Vila do Carvalho não arredava pé. Cerca de duzentas pessoas assistiam, atentamente, ao debate sobre Ferreira de Castro e «A Lã e a Neve», realizado pelo Sindicato Têxtil da Beira Baixa e pela União dos Sindicatos de C. Branco, inserido num conjunto de iniciativas levadas a cabo para assinalar a passagem dos 110 anos do nascimento do escritor de Oliveira de Azeméis.

Governo mente ao dizer que portugueses vivem melhor
Os pobres aumentam e estão cada vez mais pobres
No passado dia 17 de Junho, numa entrevista na SIC Notícias, a uma pergunta da entrevistadora, o ministro Silva Pereira considerou que, no presente, meados de 2008, o nível de vida da população é melhor do que o existente à data da tomada de posse pelo actual executivo.

Pavilhão Central acolhe exposição
sobre a vida e obra de Rogério Ribeiro

Uma das figuras maiores da arte portuguesa
O Pavilhão Central da Festa do Avante! vai homenagear, este ano, com uma exposição, Rogério Ribeiro, artista comunista, que desde sempre ligou a arte à vida, pintando a dureza da luta quotidiana pela sobrevivência e a luta política, cruzando-a com a poética da alegria de viver, de festejar o amor. Ali, o visitante vai poder apreciar algumas das obras mais significativas deste autor multifacetado.