É já no sábado e domingo, em Braga
Festa da Alegria
Está tudo a postos para a 15.ª edição da Festa da Alegria, que abre as suas portas depois de amanhã, no Parque de Exposições de Braga. Serão dois dias de debate, de música, de cultura, de animação e alegria, e muita luta. Dezenas de excursões organizadas deverão levar muitas centenas de pessoas a esta grande realização do PCP no Norte do País.
O programa político e cultural é variado e rico. O primeiro tem o seu ponto alto no domingo às 18 horas, com o comício onde intervém o secretário-geral do Partido, Jerónimo de Sousa. No dia anterior, às 17 horas, Margarida Botelho, da Comissão Política, Vítor Dias, do Comité Central, o jornalista Alfredo Maia e o professor Rui Pereira participam num debate sobre «Média, manipulação e democracia».
Ainda no sábado, mas às 22, no debate «A memória da resistência. Os alicerces do futuro» homenagear-se-à o comunista bracarense Lino Lima e outros antifascistas do distrito. Participam José Casanova, da Comissão Política, César Príncipe e Eduardo Ribeiro e Martins Costa, do movimento democrático de Braga. As exposições serão dedicadas aos 90 anos da Revolução de Outubro, aos cinco anos da guerra do Iraque e ao já referido Lino Lima.
No que diz respeito à música, as festividades são abertas, no palco principal, às 17 horas de sábado com os Cantares da Terra. Às 18.30 horas é a vez d' Os Alentejanos e, logo a seguir, os Uxu Kalhus. Às 22 horas é a vez dos Let the Jam Roll e, a fechar o primeiro dia, às 23 horas, os consagrados Blasted Mechanism. Os Mineiros de Aljustrel iniciam o programa de domingo, às 15 horas, seguidos, hora e meia depois, pela Quadrilha. Após o comício, às 20.30 horas, tocam os Peixe Avião. A Kumpania Algazarra encerra a festa. No espaço da JCP, realiza-se a finalíssima Norte, que apurará as bandas que tocarão no Palco Novos Valores da Festa do Avante!.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: