Prata que é ouro para Vanessa

Vanessa Fernandes conquistou, na segunda-feira, 18, medalha de prata na prova de triatlo feminino dos Jogos Olímpicos Pequim/2008, ao ficar em segundo lugar na prova individual, atrás da australiana Emma Snowsill.
Com este resultado, Vanessa obteve para Portugal a primeira medalha nos jogos de Pequim e a 21ª na história das participações portuguesas nesta competição (três de ouro, seis de prata e 11 de bronze).
A atleta do Benfica terminou a 1.06 minutos de Snowsill, que tem sido a sua grande rival no triatlo. O terceiro lugar foi para Emma Moffatt, a outra australiana a chegar ao pódio.
Emocionada com a conquista da sua primeira medalha olímpica, após se ter classificado em oitavo lugar nos jogos de Atenas/2004, Vanessa afirmou que esta prata vale para si «mais do que ouro». «É uma medalha importante e que me sabe muito bem», declarou a atleta, dedicando o triunfo à «família e amigos» e explicando que «uma nova etapa» começa agora na sua vida.
Durante a competição, Vanessa sentiu a falta de uma companheira de equipa frente à dupla australiana, sobretudo na prova de corrida: «Fazer a prova sozinha é muito complicado. Tentei liderar na bicicleta e acabei por não conseguir e, depois, na corrida, não me senti bem nas primeiras voltas. Quando consegui impor o meu ritmo, tudo se tornou mais fácil».


Barreiro recebeu 100 mil visitantes

As festas do Barreiro, que decorreram entre 8 e 17 de Agosto dedicadas ao Centenário da CUF no concelho, receberam cerca de 100 mil visitantes, segundo o balanço da autarquia CDU, divulgado na segunda-feira.
O presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Carlos Humberto, considerou que as festas foram «globalmente positivas» e que o sucesso deste ano se deveu em parte à existência de um cartaz «diversificado», que incluiu nomes conhecidos como Delfins, Mayra Andrade, Avô Cantigas, Ana Moura e Susana Félix.
Carlos Humberto destacou ainda a importância do Espaço Juventude, que por «ter estado mais perto do coração das festas» possibilitou «ter mais gente a visitar e a estar».


França condecora comunista colombiano

O governo de França anunciou, dia 5, a nomeação de Carlos Lozano e Darío Echeverri como cavaleiros da Legião de Honra, a mais alta condecoração da república francesa, em reconhecimento pelos persistentes esforços destas personalidades em favor de um acordo humanitário e de paz.
Carlos Lozano, para além de jornalista e director do semanário Voz, órgão central do Partido Comunista da Colômbia, é membro do Comité Executivo Central do partido e integra a Direcção Nacional do Pólo Democrático Alternativo.
O padre Darío Echeverri é actual secretário-geral da Comissão de Conciliação Nacional na Colômbia.
Esta importante condecoração será entregue pelo embaixador Jean-Michel Marlaud numa cerimónia especial que terá lugar brevemente na capital colombiana.


Ex-bispo toma posse no Paraguai

O ex-bispo católico, Fernando Lugo, tomou posse, sexta-feira, 15, como presidente do Paraguai, pondo um termo a 61 anos de permanência no poder da direita conservadora. Na cerimónia, em que marcaram presença os presidentes da Venezuela, Brasil, Argentina, Bolívia, Chile e Equador, Lugo prometeu que o seu governo saberá ser «implacável com os ladrões do povo» e lamentou que o seu país tenha uma imagem de corrupção e de miséria indigna.
Na véspera da tomada de posse, Lugo, de 57 anos, já antes conhecido como o «bispo dos pobres», anunciou que renunciava ao seu salário de chefe de Estado, no montante de quatro mil dólares mensais. «Não terei necessidade desse dinheiro que pertence aos mais humildes», explicou o novo presidente que se compromete a combater a pobreza, que atinge 35 por cento da população, e a realizar uma «reforma agrária total».


EUA revelam espiões

Os arquivos nacionais dos EUA desclassificaram, dia 14, os nomes dos agentes que integraram o primeiro serviço centralizado de informações norte-americano, OSS (Office of Strategic Services).
Os dossiers de 35 mil agentes, num total de 750 mil páginas, estão agora disponíveis revelando os nomes de jornalistas, actores, jogadores de basebol, historiadores ou juristas que trabalharam para o OSS, organismo que deu origem à criação da CIA após a guerra.
Entre muitas outras figuras ligadas aos serviços, contam-se John Hemingway, filho do escritor Ernest Hemingway, Kermit Roosevelt, filho do presidente Theodore Roosevelt, Miles Copeland, pai de Stewart Copeland, baterista do grupo Police, o actor Sterling Hayden ou ainda o gansgter «Lucky» Luciano.


Resumo da Semana