Manuel da Fonseca<br> – o poeta da planície grande
Nenhum outro autor, mais ou menos próximo dos nossos afectos, escreveu o Alentejo com a sagacidade, com a profundeza dúctil do olhar (por vezes desarmado) como Manuel da Fonseca o fez. A começar na poesia, espaço primevo dessa explanação metafórica do sensível, por onde o autor demoradamente se detém (para nosso prazer e sobressalto), inscrevendo as suas memórias da infância com a ternura de quem quer reter o tempo, esse tempo feliz e fugaz de todas as descobertas.

Nordeste Transmontano
Valor estratégico para Portugal
Com a realização da Conferência Nacional do PCP sobre Questões Económicas e Sociais dos passados dias 24 e 25 de Novembro, a Organização Regional do PCP de Bragança concluiu um processo um reflexão e debate sobre as actuais circunstâncias e constrangimentos da Região inerentes a mais de trinta anos de recuperação capitalista das políticas de direita de governos PS, PSD e CDS PP. Como conclusão, constatou se que a par do agravamento das desigualdades sociais do nosso País, também se acentuaram as suas assimetrias regionais, penalizando duplamente as populações transmontanas neste Portugal cada vez mais injusto que apenas favorece uma elite económica e social que se reproduz e perpetua.

A escalada anti-Rússia<br>repete as campanhas anti-soviéticas
Cadeias de televisão internacionais transmitiram com frequência nas últimas semanas um documentário francês sobre o assassínio da jornalista Anna Politovskaia. O crime ocorreu em 2006. O tema é retomado no momento em que os media dos EUA e da União Europeia desenvolvem uma intensa campanha contra a Rússia, responsabilizando a pátria de Pushkin por uma politica exterior agressiva que reactualiza «a guerra fria».

O III Congresso do PCP foi em Novembro de 1943
Uma grande vitória do Partido<br> e do povo português na luta contra o fascismo
O Avante! recorda hoje o III Congresso do Partido, levado a cabo em Novembro de 1943 no Monte Estoril. A sua realização na clandestinidade (o primeiro nestas condições), num momento em que a ditadura fascista sufocava o País com os seus métodos repressivos e os exércitos fascistas dominavam ainda quase toda a Europa não deixa de ser, em si mesmo, uma grande vitória. As suas conclusões e a afirmação dos princípios democráticos internos entram directamente na galeria dos grandes momentos da história do Partido e da resistência ao fascismo.