Os dois lados da eleição de Barack Obama como presidente dos EUA
A eleição de Barack Obama como presidente dos Estados Unidos significa a continuação das políticas pro-imperialista e pro-capitalista a nível externo e doméstico. A eleição de um afro-americano como presidente dos EUA representa um progresso nos Estados Unidos e uma oportunidade para o avanço das lutas dos trabalhadores e dos pobres. Ambas as afirmações são verdadeiras. As duas asserções contradizem-se, mas não se anulam. Coexistem. São contraditórias porque a campanha de Obama e a sua eleição são acontecimentos contraditórios.

Golodomor
A cortina de fumo do regime*
As perdas demográficas na Ucrânia dos nossos dias ultrapassam várias vezes a mortalidade causada pela fome de 1932-1933, mas sobre isto o governo cala-se. Porquê? A resposta a esta pergunta foi-nos dada por reputados cientistas ucranianos no decorrer de uma «mesa redonda» promovida pelo Partido Comunista da Ucrânia.

Desemprego atingiu 569 mil portugueses no 3.º trimestre 2008
Perspectivas para 2009 são preocupantes
Uma das promessas de Sócrates na campanha eleitoral foi a criação líquida de 150 mil empregos. Mas essa promessa também não será cumprida. É o que se conclui analisando a forma como o emprego, o desemprego, o apoio aos desempregados evoluiu em Portugal no período 2005-2009, utilizando os dados oficiais do INE até 2008 e, para 2009, a previsão da OCDE de Novembro 2008.

Golfo do Aden
Pirataria e imperialismo
A ONU autorizou as missões que EUA e a UE enviaram para o Golfo do Aden. A cobertura é o combate à pirataria na costa marítima da Somália, mas os objectivos de fundo vão bem mais longe.