Resolver os problemas mais sentidos pela juventude
Juventude CDU apresentada em Lisboa
«Leva a luta até ao voto»
Tendo em conta a importância dos próximos actos eleitorais que se avizinham (europeias, legislativas e autárquicas), foi apresentada, quinta-feira, em Lisboa, a Juventude CDU, uma conjugação de entendimento e de esforços entre a Juventude Comunista Portuguesa e a Juventude do Partido Ecologista «Os Verdes». Uma união que visa divulgar as propostas e o projecto da CDU, mas também denunciar o que têm sido as políticas das forças de direita, onde se inclui o PS, junto da juventude.
Com uma vista deslumbrante sobre a Avenida da Liberdade, que dias antes havia sido preenchida por uma impressionante manifestação de mais de 200 mil trabalhadores, dezenas de pessoas juntaram-se, quinta-feira, no terraço do Centro de Trabalho Vitória, para participar na apresentação pública da Juventude CDU.
Com o lema «Leva a luta até ao voto», esta iniciativa contou com a intervenção de Catarina Pereira, do Secretariado da JCP, e de Cláudia Madeira, dirigente do Partido Ecologista «Os Verdes». Presentes estiveram ainda alguns apoiantes da Juventude CDU, como Valter Lóios, David Pereira e Joana Arnaut, respectivamente dirigente sindicail do ensino superior e do ensino secundário. «Contamos já com muitos outros apoiantes, de todo o País, das mais vastas áreas de interesse dos jovens, da cultura ao desporto, do associativismo às artes plásticas», revelou, no início, Carina Castro, do Secretariado da JCP.
Por seu lado, Catarina Pereira lembrou que o envolvimento e o contributo da Juventude CDU em todos os processos é fundamental para uma maior e mais profunda ligação à juventude, «juntando centenas de jovens da JCP, da Ecolojovem, e muitos independentes membros de associações de estudantes, de associações juvenis de base local, activistas sindicais para que, todos em conjunto, contribuam para a garantia de um trabalho voltado para a resolução dos problemas mais sentidos pela juventude».
«É essencial ir para o contacto e ganhar o máximo de jovens possível para uma maior consciencialização da importância do voto e do projecto da CDU, acção ainda mais preponderante num ano como o de 2009, marcado por três eleições, em que a situação que os jovens portugueses vivem é cada vez mais grave», afirmou, entre outros problemas, o «crescimento da precariedade e do desemprego entre jovens», o «aumento dos custos do ensino», a «entrada de empresas nos órgãos de gestão da escola», a «elitização do acesso à fruição e à produção cultural», a «falta de apoio à habitação, seja através das alterações ao incentivo ao arrendamento, seja por causa dos elevados custos de aquisição de casa».
Foi ainda valorizado o papel do PCP, Partido que na Assembleia da República e no Parlamento Europeu apresentou propostas no sentido de melhorar a vida dos jovens. Nas autarquias é, de igual forma, inegável o papel da CDU e a diferença em relação às políticas da juventude.
Nesse sentido, o reforço da CDU nas próximas três eleições assume uma grande importância. «O reforço da CDU já nas próximas eleições europeias, mas também nas legislativas e autárquicas, tem de ser para os jovens portugueses o passo seguinte, depois de um ano de lutas intensas pelos seus direitos», acentuou Catarina Pereira.

Dar voz à juventude

Porque os jovens não são elementos passivos e meros espectadores do que se passa à sua volta, Cláudia Madeira lembrou que a CDU tem integrado nas suas listas vários candidatos jovens, «de modo a poder dar voz à juventude, a uma juventude que se interessa e se preocupa». «Uma juventude que não encara a situação actual como uma inevitabilidade, mas sim como uma situação que pode e deve ser alterada», sublinhou, defendendo «uma sociedade ecológica, equilibrada, sustentável e justa onde é possível concretizar os direitos e as aspirações juvenis».
«Por isso mesmo, reconhecemos no Partido Ecologista “Os Verdes” a força onde está presente esta preocupação e que, nos mais diversos níveis, local, nacional e europeu, propõe o que se considera ser mais correcto e justo, e denuncia e contraria o que não serve à população e à juventude», disse Cláudia Madeira, frisando, por outro lado, que a Juventude CDU «tem soluções e propostas possíveis de cumprir e de concretizar».
«Nas mais diversas áreas, rumo a um desenvolvimento sustentável, no ambiente, no emprego, na habitação, no ensino e na saúde, nos transportes e na mobilidade, no associativismo e na cultura, a CDU tem alternativas, tem soluções e propostas», acrescentou.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: