Somos coerentes com o que afirmamos e concretizamos
CDU apresenta candidatos no Montijo
Ganhar para mudar
Com o objectivo de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos do concelho do Montijo, foram apresentados, dia 14 de Abril, Joaquim Batalha e Álvaro Saraiva, como os primeiros candidatos da lista da CDU para a Câmara e Assembleia Municipal.
Na sua intervenção, Joaquim Batalha salientou que a CDU é o símbolo da «honestidade, trabalho e competência, comprovada no trabalho autárquico, quer em maioria quer em minoria». «Os cidadãos sabem que podem contar connosco, porque somos coerentes com o que afirmamos e concretizamos», afirmou o candidato à Câmara Municipal, prometendo fazer uma campanha que «será o espelho da nossa futura gestão, que pugnará por uma administração democrática, participativa e com a intervenção das populações, sempre identificada com os principais problemas e aspirações populares».
Entre os problemas mais sentidos pela população, Joaquim Batalha destacou a questão da saúde. «Sou um dos membros da Comissão de Utentes da Saúde, sector que tem vindo a ter da minha parte um empenhado acompanhamento, que irei prosseguir com a população do Montijo até à concretização de melhores condições de saúde para os nossos munícipes, no âmbito do Serviço Nacional da Saúde, que passará, inevitavelmente, por reivindicar do Poder Central a construção de um novo hospital para o Montijo», frisou.
O candidato à Câmara Municipal falou ainda da desertificação do centro histórico do Montijo, motivada pela transferência dos barcos do Caís dos Vapores para o Seixalinho, e da educação, reconhecendo «o papel da escola e a sua ligação com a comunidade, integrada na vida local». «Pugnaremos por uma escola pública de qualidade que permita o seu acesso a todos e que crie condições para o sucesso escolar dos nossos alunos», frisou.
Na intervenção social, em áreas tão diversas quanto ao apoio à infância, apoio a idosos, habitação ou acção social escolar, a CDU vai, de igual forma, acompanhar e desenvolver iniciativas próprias.
«A autarquia não pode ser um mero actor das expressões concretas dos problemas sociais, deve intervir sem deixar que se transfira para o poder autárquico uma política assistencial que liberte o Poder Central das suas responsabilidades», afirmou Joaquim Batalha. A política cultural, desportiva e de juventude também vai merecer a especial atenção da CDU.

Defender os serviços públicos

No domínio da política ambiental, a CDU quer defender o carácter público dos serviços camarários no domínio do saneamento e do abastecimento de água. «Defenderemos a água como um bem público e de todos, que terá de ser preservada e cuidada», disse Joaquim Batalha, acrescentando: «Promoveremos um plano municipal de ambiente que assegure uma visão integrada e actualizada das políticas a adoptar de acordo com objectivos definidos, que garantam um ambiente urbano e rural de qualidade, através da preservação e construção de espaços verdes e valorizando a defesa do património natural onde se poderá incluir a conclusão das obras na zona ribeirinha até Sarilhos Grandes».
A CDU do Montijo vai ainda, entre outras medidas, «melhorar as acessibilidades rodoviárias de todo o concelho, onde se inclui a conclusão da circular externa da cidade» e «reivindicar, junto dos agentes dos transportes públicos, uma melhor resposta às necessidades das populações».
A terminar, o candidato referiu, mais uma vez, que é possível «mudar o rumo das coisas neste concelho». «Porque não ganhar as eleições e voltar a CDU à Câmara do Montijo, para reforço do poder local democrático, em harmonia com a maioria das câmaras do distrito?», interrogou.

Álvaro Saraiva
«O Montijo pode ser melhor!»

Afirmando que «é uma honra partilhar este projecto com homens e mulheres que, estou certo, saberão dar a esta batalha política a força das nossas convicções, o empenhamento militante e a dedicação à luta pela defesa dos direitos e interesses do povo», Álvaro Saraiva, candidato da CDU à Assembleia Municipal, defendeu «projectos políticos abrangentes e dinâmicos que respeitem as diferenças e promovam a criatividade geradora de novas estratégias de desenvolvimento sustentado e harmonioso que defendemos para o Montijo». «A nossa eleição nos órgãos autárquicos reveste-se de um significado profundo, com a nossa intervenção directa nos respectivos órgãos no sentido de trabalhar com transparência e dinamismo», acrescentou.
Álvaro Saraiva teceu ainda fortes críticas ao Governo PS. «O poder local, a sua autonomia e valores democráticos não têm escapado à política de direita do actual Governo», acusou, lembrando a tentativa de subversão da lei eleitoral para as autarquias que, a ser aprovada, «representaria um atentado à natureza democrática do poder local».
Relativamente ao cargo a que se candidata, Álvaro Saraiva lembrou que a Assembleia Municipal é «um espaço de diferenças e de respeito, onde se deverá valorizar a participação dos eleitos e das populações». «Queremos e desejamos aprofundar, cada vez mais, uma participação mais alargada de base popular, como condição fundamental para uma gestão democrática», sublinhou, prometendo: «Seremos, como órgão deliberativo, uma ponte de diálogo entre os diversos agentes do município e a Câmara Municipal». «Acreditem que, com dedicação, trabalho e empenho, o Montijo pode ser melhor!», defendeu o candidato da CDU.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: