Vale do Sousa e Baixo Tâmega
Uma acção sem paralelo
Foi junto do povo que Honório Novo prestou contas do trabalho realizados pelo PCP em prol da sub-região do Vale do Sousa e Baixo Tâmega, no interior do distrito do Porto. A declaração do deputado e candidato da CDU às eleições legislativas foi proferida após uma visita à mini-ETAR de Baltar, no concelho de Paredes, onde teve oportunidade de contactar com cerca de 40 pessoas que lhe deram conta dos problemas de funcionamento daquela estrutura.
Na conferência de imprensa, Honório Novo começou por realçar ser impossível «referir individualmente a cerca de uma centena de requerimentos e perguntas» que os dois eleitos do PCP pelo distrito apresentaram sobre problemas da região.
Sobre o mundo do trabalho, adiantou, foram apresentados diversos requerimentos. Que incidiram sobre problemas que vão desde o nível da empresa – e foram catorze as empresas visadas directamente por requerimentos nossos – até ao nível do sector de actividade, tal como o sector do mobiliário, calçado ou das pedreiras». Foram ainda abordados problemas como o trabalho infantil na região, a falta de capacidade de resposta da Autoridade para as Condições de Trabalho, ou a mobilidade dos trabalhadores da Direcção-Geral de Florestas.
Relativamente ao sector das pedreiras, merece especial destaque o projecto-lei do PCP que estabelecia um novo regime jurídico da segurança social para estes trabalhadores, antecipando a idade de acesso à pensão por velhice para os 55 anos». Como afirmou Honório Novo, este projecto «correspondia à legítima aspiração dos trabalhadores das pedreiras em antecipar a sua idade de reforma, devido às condições de perigosidade em que trabalham». Desta forma, o PCP cumpriu também o «compromisso assumido com os mais de 5 mil subscritores de uma petição que foi enviada ao PCP solicitando a sua intervenção». PS, PSD e CDS-PP chumbaram a iniciativa.
Também questões relacionadas com os serviços públicos e vias de comunicação foram levantadas pelos deputados comunistas ao longo desta legislatura.
A acção dos deputados comunistas pelo distrito do Porto foi rica em «mandatos abertos», junto dos trabalhadores e das populações. Muitos destes incidiram directamente sobre a sub-região do Vale do Sousa e Baixo Tâmega. O último ocorreu a 30 de Julho, quando o deputado Honório Novo visitou o hospital Padre Américo, em Penafiel. Do programa da visita constou uma reunião com a administração do Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, que serviu para apurar a situação desta estrutura, que serve meio milhão de utentes, e que se depara com inúmeras dificuldades.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: