Defesa do aparelho produtivo e da produção nacional
Jerónimo de Sousa em Peniche e Marinha Grande
Investimento é decisivo
A três dias do encerramento do período oficial de campanha para as eleições autárquicas, Jerónimo de Sousa passou a manhã e o início da tarde nos concelhos de Peniche e Marinha Grande, autarquias que a CDU quer manter prosseguindo o projecto de desenvolvimento económico, social e cultural retomado com a reconquista da maioria.
A jornada começou a meio da manhã com uma visita à fábrica da Nigel, unidade situada nas imediações do centro da vila piscatória, e que se dedica à produção de congelados. Cerca de metade da produção destina-se à exportação, um cenário que certamente não estava nas previsões do seu fundador quando deu início à actividade há mais de 50 anos.
Durante a visita, Jerónimo de Sousa, António José Correia, presidente da Câmara de Peniche e candidato da CDU a um novo mandato, Rogério Cação, cabeça de lista à Assembleia Municipal, e outros candidatos da Coligação aos órgão autárquicos locais ficaram a conhecer as instalações onde os peixes e mariscos são tratados, quer para conservação no frio, quer já em refeições prontas.

Do frio para os altos fornos

Visita semelhante foi realizada pela comitiva da CDU, depois do almoço, à Infavidros, empresa do concelho da Marinha Grande com cerca de 70 trabalhadores. Entre o contacto com os operários e as explicações do responsável daquela empresa, Jerónimo de Sousa e Alberto Cascalho, presidente do município marinhense e candidato a um novo mandato, aprofundaram o ciclo da produção do vidro, do aquecimento da matéria-prima nos altos fornos à modelação por sopro – que o Secretário-geral do PCP também experimentou -, passando pelo corte a frio e a quente, a cozedura, a passagem pelas lixas para aparar arestas e o polimento, até à verificação da qualidade e embalamento do produto.
Em ambas as iniciativas sobressaiu a importância da defesa do aparelho produtivo e da produção nacional e o apoio às micro, pequenas e médias empresas, factores que contribuem para inverter o declínio do País. De sublinhar, ainda, que essa inversão da política de direita pode ser feita através do investimento público, nomeadamente o investimento de proximidade conjugado com as câmaras municipais, absolutamente decisivo para fixar população, valorizar o trabalho e desenvolver regiões e localidades atingidas fortemente pela política antipopular praticada por sucessivos governos nos últimos 33 anos.
Entre uma e outra visita, Jerónimo de Sousa ainda percorreu algumas ruas do centro de Peniche num contacto com a população local que teve direito, no final do percurso, a um fado dedicado por uma fadista local.

Crescer no Bombarral e vencer na Marinha Grande
A CDU avança

O dia de campanha de anteontem nos concelhos do Oeste terminou com um jantar no Bombarral e um comício na Marinha Grande, iniciativas de sala cheia donde sobressaiu a confiança no reforço da CDU em número de votos e mandatos.
No caso do município bombarralense, no próximo dia 11 de Outubro é necessário que não faltem as escassas dezenas de votos que há quatro anos impediram que a Coligação obtivesse representação autárquica, lembrou o cabeça de lista à Câmara Municipal, José Agostinho Faria instando os presentes a não abrandarem a campanha de esclarecimento e convencimento junto dos trabalhadores e da população.
Objectivo, acrescentou Jerónimo de Sousa, que assume importância no contexto do agravamento da situação nacional em resultado da política de direita, e contra a qual os eleitos da CDU nas autarquias têm um papel decisivo de combate e luta no quadro do projecto ímpar que assumem para o poder local.
Pouco depois, na Marinha Grande, o Secretário-geral do PCP insistiu que perante este comício «estamos confiantes que tal não sucederá porque os trabalhadores e os marinhenses não o permitirão».
Na cidade vidreira, a gestão CDU teve que enfrentar dificuldades e obstáculos criados por 12 anos de desgoverno PS, referiu o cabeça de lista Alberto Cascalho. Não obstante, a obra feita não merece reparos e «o que pedimos aos marinhenses é que nos dêem a sua confiança e nos deixem concluir os projectos» que temos para o concelho.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: