PS e BE bloqueiam Comporta

Os eleitos do Partido Socialista e do Bloco de Esquerda na Comporta estão a bloquear o funcionamento da Junta e da Assembleia de Freguesia e procuram «inverter de uma forma vergonhosa os resultados das eleições autárquicas», dizem os eleitos da CDU na Freguesia da Comporta, em comunicado enviado anteontem aos órgão de comunicação social.
No texto, os eleitos da CDU explicam que a conduta concertada do PS e do BE começou logo no dia da instalação dos órgãos de poder local, a 27 de Outubro, com a rejeição da proposta de constituição do Executivo da Junta feita pela presidente.
Na Assembleia seguinte, a 9 de Novembro, ambas forças políticas rejeitaram a acta da reunião anterior e os eleitos do PS recusaram-se a votar a eleição dos dois vogais para o Executivo, após o que, de forma intempestiva, juntamente com o eleito do BE, abandonaram a Assembleia obrigando ao seu cancelamento por falta de quórum.
Na sexta-feira, em nova Assembleia de Freguesia, PS e BE voltaram a não aprovar as actas das assembleias anteriores e abandonaram a sala, provocando nova falta de quórum, na hora de substituir os membros eleitos para o Executivo da Junta.
Neste contexto, o funcionamento da Junta e da Assembleia de Freguesia estão bloqueados, sendo os principais prejudicados a população da Comporta, diz a CDU que, sublinha-se no texto, «tudo fará para não defraudar as expectativas dos eleitores, tendo por base não só o rigoroso cumprimento da lei, mas também a vontade democraticamente expressa pelos cidadãos».


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: