11.º Encontro Internacional
Comunistas de todo o mundo reuniram em Nova Deli
A capital da Índia, Nova Deli, acolheu nos passados dias 20, 21 e 22 de Novembro o 11.º Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários, recebido e organizado pelo Partido Comunista da Índia (Marxista) e pelo Partido Comunista da Índia.
Os 89 participantes, representando 57 Partidos Comunistas e Operários de 48 países de todos os continentes debateram durante três dias o tema «A crise internacional do capitalismo, a luta dos trabalhadores e dos povos, a alternativa e o papel do movimento comunista e operário». A discussão deste importante Encontro anual do movimento comunista centrou-se nos perigos que resultam do aprofundamento da crise do capitalismo, na confirmação do seu carácter sistémico e estrutural e nos desafios que estão colocados ao movimento dos trabalhadores e ao movimento comunista. Como dar resposta aos problemas imediatos colocados pela profunda crise social que assola já todas as regiões do globo; como intensificar a luta pela defesa da soberania e pelo direito ao desenvolvimento dos países menos desenvolvidos; como travar novas derivas militaristas e antidemocráticas em curso; como intensificar a luta ideológica, desenvolver o factor subjectivo da luta revolucionária e afirmar a alternativa do socialismo como única e real saída para a crise do capitalismo, foram algumas das questões centrais da discussão entre os comunistas de todo o mundo e da qual resultou a Declaração de Deli, adoptada por unanimidade.
Realizado pela primeira vez no continente asiático o Encontro Internacional aprovou ainda várias linhas de acção comum ou convergente dos Partidos Comunistas e Operários para o próximo ano, tais como: a luta contra o militarismo e a NATO; a solidariedade com os povos da Palestina e Médio Oriente; a intensificação da luta pela libertação dos cinco patriotas cubanos; a dinamização de acções em defesa dos direitos dos trabalhadores e pelo fortalecimento da sua luta em coordenação com o movimento sindical; a exigência, em coordenação com as organizações de juventude, do direito ao trabalho e ao trabalho com direitos, e ainda a comemoração, em 2010, dos 65 anos da vitória sobre o nazi-fascismo na II Guerra Mundial.
Os participantes neste 11.º Encontro Internacional - em que o PCP se fez representar por Ângelo Alves, membro da Comissão Política – saudaram calorosamente a decisão do Grupo de Trabalho (que o PCP integra) de realizar o 12.º Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários em 2011 na África do Sul, recebido e organizado pelo Partido Comunista Sul-Africano. Com esta decisão este importante processo do movimento comunista e revolucionário internacional volta mais uma vez a escrever uma página importante da sua história ao realizar-se pela primeira vez no continente africano.
O Encontro Internacional encerrou com um comício organizado pelos partidos anfitriões em que usaram da palavra os dois secretários-gerais dos dois partidos comunistas indianos, alguns aliados dos comunistas na sua frente eleitoral – a Left Front– e ainda algumas delegações estrangeiras, entre as quais o PCP.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: