Breves
Brasil
O Salário Mínimo Nacional (SMN) foi actualizado em 9,68 por cento em relação ao valor em vigor em 2009, passando de 465 para 510 reais. Com o início do novo ano são ainda revistos os valores das pensões, aumentadas em 6,14 por cento, e do subsídio de desemprego, fixado entre os 841 e os 954 reais.
O Ministério do Trabalho do Brasil calcula igualmente que o crescimento real do SMN, referência para cerca de 46 milhões de brasileiros, será de 5,87 por cento, descontada a inflação. A mesma fonte adianta que desde 2003 o aumento real do SMN ascende a 46 por cento.
Dados divulgados por um instituto estatístico sindical afirmam, por seu lado, que com o novo montante garantido será possível adquirir 2,17 cestas básicas de alimentos, o que representa o maior poder de compra dos últimos 30 anos.

Japão
O governo duplicou a linha de crédito para evitar a falência da Japan AirLines. O aumento do limite de endividamento da empresa, de 100 mil milhões para 200 mil milhões de ienes, foi a resposta do executivo aos boatos que davam como certa a falência da JAL e à queda do valor da companhia na bolsa de Tóquio.
Desde Novembro, a transportadora aérea já consumiu mais de metade do crédito disponibilizado pelo executivo. Apesar dos milhares de milhões de ienes emprestados com garantia pública, a JAL tenciona reduzir os postos de trabalho e suprimir centenas de rotas. Milhares de trabalhadores podem vir a ser despedidos este ano.

Bolívia
O governo reitera que Manfred Reyes Villa fugiu para os EUA, desmentindo, assim, as informações divulgadas por meios de comunicação social locais que indicavam que o ex-candidato presidencial se encontrava no país.
O antigo governador de Cochabamba é acusado de 14 crimes administrativos, dos quais terão resultado o desvio de milhões de dólares, e do envolvimento no massacre de uma manifestação popular, em 2003.
Os serviços secretos bolivianos afirmam que Villa abandonou a Bolívia a 14 de Dezembro rumo ao Peru, donde partiu, no dia seguinte, para território norte-americano.

Peru
O Supremo Tribunal confirmou a pena de prisão de Alberto Fujimori, condenado por instâncias inferiores a 25 anos de prisão pela responsabilidade nos massacres contra civis entre 1991 e 1992.
O ex-presidente peruano ( 1990-2000) já havia sido condenado por corrupção e abuso de poder e por sequestros agravados. Como no país a acumulação de penas não está prevista, Fujimori cumprirá a sentença mais pesada, duas décadas e meia de cárcere.

EUA
Os bancos vinculados a políticos norte-americanos receberam mais dinheiro do Estado, revela um estudo elaborado pela Universidade do Michigan.
Segundo o documento, as entidades cujos executivos têm assento na Reserva Federal arrecadarem em média mais 31 por cento do que as demais. O mesmo texto afirma ainda que as instituições que mantêm laços com elementos do comité de finanças receberam mais 26 por cento do que as outras.
Em 2008, ano em que se iniciou o plano de «ajuda» pública, as financeiras contribuíram com 475 milhões de dólares para as campanhas para o Congresso dos EUA.

Saara Ocidental
A Frente Polisário apela à intervenção internacional para «deter a campanha marroquina contra os cidadãos saarauís, pôr fim à prisão domiciliária de Aminatu Haidar e lograr a libertação de todos os presos políticos». Em comunicado, o Secretariado Nacional da organização denunciou ainda a intensificação das operações militares de Marrocos nos territórios ocupados resultando em «continuas campanhas repressivas, prisões, condenações injustas e perseguição dos cidadãos, estudantes e activistas dos direitos humanos».
Neste contexto, diz a Polisário, insere-se a detenção e encarceramento, no passado dia 8 de Outubro, em Casablanca, de sete activistas políticos que regressavam dos campos de refugiados de Tinduf.
Acrescem as operações do exército marroquino com o objectivo de fortalecer o muro que separa os saarauís residentes nos territórios ocupados e nos territórios libertados. «Estes movimentos violam o cessar-fogo assinado sob os auspícios da ONU para permitir um referendo sobre a autodeterminação», considera a Polisário.

Irão
O Ocidente tem até ao final de Janeiro para responder à contraproposta relativa ao programa nuclear do país. Farto de intimidações e depois de repetir inúmeras vezes que o seu projecto nuclear se destina exclusivamente à produção de energia, o governo iraniano estabeleceu um prazo, findo o qual começará a produzir combustível pelos seus próprios meios.
EUA, UE e Rússia pretendem que Teerão troque urânio enriquecido por combustível nuclear, mas a República Islâmica defende o contrário, ser o Ocidente a vender energia nuclear ou trocar o combustível nuclear de que dispõe pelo urânio enriquecido do Irão.

<i>General Motors</i>
A empresa estendeu até hoje o prazo para a aquisição da Saab. A marca sueca tem como principal interessada a holandesa Spyker – construtora de automóveis de luxo que produz pouco mais de 45 veículos por ano para clientes seleccionados –, mas caso as empresas não cheguem a acordo, a construtora norte-americana vai mesmo encerrar a Saab, deixando mais de 3400 trabalhadores no desemprego, isto sem contar com os cerca de mil concessionários afectados pela decisão.

Ucrânia
O candidato do Partido das Regiões, Viktor Ianukovitch, recolhe 33,6 por cento das intenções de voto e deverá vencer a primeira volta das eleições presidenciais, afirma uma sondagem encomendada pelo «Fundo de Iniciativas Democráticas».
De acordo com a insuspeita fonte, a ex-aliada do actual presidente na «revolução laranja», Iúlia Timochenko, não ultrapassa os 20 por cento, enquanto que Viktor Iuschenko se fica pelos 3,7 por cento, atrás do banqueiro Serguei Tigipko, que obtém 9,23 das intenções.

Rússia
O número de estudantes deverá cair para metade no ensino secundário e superior, afirma o ministro da Educação e Ciência, Andrei Fursenko.
Segundo o responsável, a quebra em 50 por cento do número de jovens universitários russos, prevista dentro de três a quatro anos, deve-se ao desequilíbrio actual demográfico.
Quanto ao secundário, Fursenko afirma que em 2012 o total de finalistas deverá ser de 700 mil, contra os 1,3 milhões registados em 2006.