Intensificação da luta da juventude no distrito
Encontro Regional de Aveiro da JCP
Culminar de um intenso trabalho
Integrada na preparação do 9.º Congresso da JCP, que irá acontecer nos dias 22 e 23 de Maio, em Lisboa, realizou-se, no dia 6 de Março, em Ovar, o Encontro Regional de Aveiro dos jovens comunistas.
Esta iniciativa, que se realizou no Centro de Trabalho do PCP, foi o culminar de um importante e profundo momento de discussão colectiva em torno de problemas sentidos pela juventude no distrito, bem como dos avanços que houve do ponto de vista da Organização Regional da JCP. «Nos últimos anos, a situação política e social da juventude tem vindo a agravar-se, consequência das políticas de direita, principais responsáveis pelo rumo de privatizações e elitização da educação, pela retirada de direitos no emprego, sobretudo aos jovens trabalhadores, e pelo crescente número de desempregados. São estas políticas de direita, levadas a cabo pelos sucessivos governos PS, PSD (com ou sem o CDS - PP), que igualmente são responsáveis pelas crescentes dificuldades na aquisição de habitação própria, assim como no acesso à cultura e ao desporto», denuncia a JCP, que, no distrito de Aveiro, se tem vindo a reforçar, «fruto do trabalho dos seus militantes na defesa dos interesses e direitos da juventude, em cada escola ou local de trabalho, estimulando e mobilizando para a luta pela ruptura com estas políticas». O Encontro Regional de Aveiro reafirmou a profunda convicção e determinação da JCP na intensificação da luta da juventude no distrito, como único garante do direito à escola pública, gratuita, democrática e de qualidade para todos, do direito ao emprego com direitos, do direito à habitação, à cultura e ao desporto, entre outros. Como o próprio lema do 9.º Congresso da JCP indica: «Com a Luta da Juventude, Construir o Futuro!». Direita contra estudantes PCP defende fim das propinas A JCP manifestou a sua concordância com a proposta do PCP, na Assembleia da República, que visava aumentar em 300 milhões de euros a verba do Orçamento do Estado para o ensino superior, o que legitimaria o fim das propinas. Tal não o entenderam os partidos de direita, que não concordam com a visão dos comunistas, que defendem «um real investimento no ensino superior, que correspondesse às suas necessidades de funcionamento e de desenvolvimento». Em nota de imprensa, os jovens comunistas prometeram ainda continuar a lutar por «um ensino superior público, gratuito, democrático e de qualidade, aos serviço de todos e do desenvolvimento do País». JCP realiza concursos para jovens A JCP está a promover três concursos no quadro do seu 9.º Congresso, orgão máximo dos jovens comunistas, que define a orientação e linhas de trabalho da organização. O concurso literário – nas áreas de prosa (conto, texto dramático, ensaio, novela ou romance) e poesia - e o concurso musical têm como lema «Com a luta da juventude, construir o futuro», e os prazos de candidatura são 31de Maio e 31 de Junho, do presente ano, respectivamente. O concurso de artes visuais, com duas modalidades a concurso: vídeo e design gráfico, decorre sob o tema da paz, e as candidaturas deverão ser entregues até 15 de Maio. Os regulamentos dos concursos podem ser encontrados em JCP. 17.ª Assembleia da Organização do Ensino Superior de Lisboa «Construir um ensino superior para todos!» Sob o lema «Com a luta dos estudantes, construir um ensino superior para todos!», realizou-se, sábado, na Faculdade de Letras de Lisboa, a 17.ª Assembleia da Organização do Ensino Superior de Lisboa (AOESL). Esta iniciativa contou com a participação de cerca de 60 jovens que aprofundaram a discussão sobre a situação do ensino superior e os vários ataques de que tem sido alvo, com o sub-financiamento, as propinas, o Processo de Bolonha, os cortes na Acção Social Escolar, o Regime jurídico das Instituições de Ensino Superior e as consequências destas políticas em cada escola. Foi ainda aprovada uma resolução política que servirá como base para o trabalho futuro da Organização, sendo um instrumento fundamental para a acção e intervenção junto dos estudantes, e eleita uma nova Direcção da Organização do Ensino Superior de Lisboa da JCP. «A AOESL, inserida e articulada na preparação do 9.º Congresso da JCP, foi o culminar de todo um processo de preparação, do qual a OESL saiu reforçada: mais camaradas activos, concretizaram-se 15 recrutamentos desde o inicio do ano lectivo, existem mais colectivos a reunir e com actividade regular nas escolas», informa a JCP. De igual forma, adiantam os jovens comunistas, foi acentuado o compromisso para com o «reforço da luta dos estudantes» e, nomeadamente, com a «manifestação nacional do ensino superior», que se vai realizar no próximo dia 24 de Março - Dia do Estudante. No mesmo dia, na sede do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário, no Entroncamento, teve lugar o 9.º Encontro da Organização Regional de Santarém da JCP, onde se fez o balanço do trabalho dos jovens comunistas e se discutiu a situação social da juventude no distrito.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: