Jerónimo com trabalhadores
O Secretário-geral do PCP esteve anteontem à noite nas minas de Neves-Corvo, em Castro Verde, a expressar solidariedade aos trabalhadores da Somincor, que há mês e meio persistem na luta, por mais justa remuneração do trabalho em condições de acentuada penosidade e pelo cumprimento integral do compromisso assumido pela empresa, quanto à compensação pela laboração no Dia de Santa Bárbara). Uma delegação da Direcção da Organização Regional de Beja do Partido acompanhou Jerónimo de Sousa. Segundo a rádio Voz da Planície, cerca de uma centena de mineiros ouviram o Secretário-geral valorizar o papel dos trabalhadores na produção e considerar que não é justo que a administração não reconheça isso, já que não manifesta disponibilidade para negociar. Assinalando que os mineiros «não fazem a luta pela luta», o dirigente comunista reafirmou-lhes a grande solidariedade do PCP, que estará sempre ao lado dos trabalhadores em luta por justas reivindicações, independentemente da opção partidária de cada um. Horas antes, Jerónimo de Sousa tinha visitado o concelho de Palmela, onde almoçou com trabalhadores da Câmara Municipal e contactou trabalhadores da Autoeuropa, junto à entrada principal da fábrica. Retomando as críticas ao PEC do Governo e valorizando a opção de lutar contra as medidas que nele estão contidas, reafirmou que tais opções não são inevitáveis, desde que seja aplicada uma nova política que, nomeadamente, combata as altas taxas de desemprego, a precariedade e os baixos salários.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: