Cicloturismo para promover a Festa
Pedalar para construir um mundo melhor

Mais de 300 pessoas participaram, domingo, num passeio de cicloturismo, com o objectivo promover e divulgar a Festa do Avante!. Uma prova que percorreu grande parte do distrito de Setúbal e que contou com a participação, entre muitos outros, de Hernâni Broco, o português mais bem classificado na última Volta a Portugal em bicicleta.

Image 5526

Os atletas concentraram-se bem cedo junto ao campo da Medideira, junto à Quinta da Atalaia, trazendo um emaranhado de cor e alegria ao local. Dali partiram em direcção a Almada, passando, entre outros locais, pelo Pragal, Sobreda, Corroios, Belverde, Marco do Grilo, Fernão Ferro, Paio Pires, Seixal, Arrentela e Amora, num total de 70,6 quilómetros.

«Começámos a trabalhar em Novembro e só acabámos hoje», disse, em declarações ao Avante!, Manuel Catarino, que valorizou a organização da prova. «A rapaziada vem toda satisfeita. Não houve falhas. Para mim foi a melhor iniciativa, deste tipo, alguma vez feita no âmbito da promoção da Festa», acrescentou.

Satisfação transmitida por Hernâni Broco, o melhor português na classificação geral da Volta a Portugal em bicicleta. «Fizeram-me o convite e nem pensei duas vezes em participar, uma vez que esta é uma iniciativa diferente, sem competição», disse o atleta, que valorizou o percurso, «especialmente a parte final, junto à Baía do Seixal». «A organização está de parabéns, correu tudo muito bem», destacou.

No final, junto ao lago, foram entregues medalhas e troféus a todos os participantes, nomeadamente aos mais idosos, aos mais jovens, à equipa mais distante e mais numerosa.

«Esta Festa, como podem ver, está a ser construída por milhares de militantes e amigos do PCP que para aqui vêm, voluntariamente, construí-la e fazer dela a maior e mais bonita iniciativa política e cultural do nosso País», disse, na ocasião, Margarida Botelho, da Comissão Politica do PCP, alertando para o «período difícil» que vive actualmente em Portugal. «Um momento em que a política de direita, levada a cabo pelo PS, e as imposições da União Europeia, com o Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), estão a ter implicações na vida quotidiana de todos, através dos cortes nos salários e das pensões, do aumento dos preços, pela via do aumento dos impostos, dos cortes nos apoios sociais, desde o abono de família à pensão de invalidez», lembrou, valorizando as lutas que o povo português tem desenvolvido, nos últimos tempos, contra a política de direita. «A Festa do Avante! vai ser de convívio, de camaradagem, de amizade, mas também vai servir para retemperar forças para a luta contra estas políticas», acrescentou.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: