Refinarias paradas

Image 11529

As refinarias da Petrogal, em Sines e em Matosinhos, pararam na segunda-feira, tal como os terminais petrolíferos, o pipeline Sines-Aveiro e o abastecimento de vagões-cisternas e de carros-tanque. Este foi o resultado da grande adesão dos trabalhadores à greve de três dias, na Galp Energia, que terminaria às zero horas de hoje, informou a Fiequimetal/CGTP-IN. Foi também muito elevada a adesão nos centros técnicos de gás da Lisboagás. Pararam todos os trabalhos de construção, reparação e manutenção das instalações industriais. Muitas centenas de trabalhadores de empreiteiros também aderiram (na foto, Arménio Carlos fala a um numeroso grupo, à porta da refinaria de Matosinhos).

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: