Aconteu
«Pela Paz e pela Libertação dos Cinco»

No sábado, 35 pessoas participaram, no Seixal, numa caminhada «Pela Paz e pela Libertação dos Cinco» patriotas cubanos que estão presos nos EUA desde 12 de Setembro de 1998, por terem informado o seu país dos actos terroristas que estavam em preparação por grupos anti-cubanos de extrema direita radicados na Florida. Nesta iniciativa, promovida pelo Núcleo do Seixal da Associação de Amizade Portugal Cuba, foi aprovada uma carta, a ser enviada para a embaixada dos EUA em Portugal, onde se exige a imediata libertação dos Cinco, de forma a que estes possam regressar a Cuba sem quaisquer constrangimentos, acabando-se assim com uma das maiores injustiças dos nossos tempos. No final, junto à Baía do Seixal, intervieram Melne Martinez Hernandez, primeiro-secretário da embaixada de Cuba em Lisboa, Helena Candeias, do Núcleo, e Valdemar Santos, do Conselho Português para a Paz e Cooperação.


Atribuição polémica

Image 12057

Na sequência do anúncio da atribuição do Prémio Nobel de Paz de 2012 à União Europeia (UE), que anteontem foi entregue na Noruega, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lançou um abaixo-assinado de repúdio que já conta com mais de um milhar de subscritores. No documento, o CPPC lembra que a UE é «um dos maiores fornecedores de armas do mundo», tendo-se «envolvido nas últimas décadas em mais de uma dezena de conflitos militares, em vários continentes», e «tem reiteradamente desrespeitado os princípios que regem as relações entre os estados estabelecidos na Carta da ONU». No domingo, centenas de activistas percorreram as principais ruas do centro de Oslo, numa marcha de protesto contra a atribuição do Prémio.


Prémio Literário Nacional Dias de Melo 2012

Com a obra «O Sol Morreu Aqui», João Maria Henrique Negreiros venceu o Prémio Literário Nacional Dias de Melo 2012, organizado em parceria pela editora Ver Açor e pela Câmara Municipal das Lajes do Pico. «Adeus Faraó. Nós Só Adoramos o Sol», de Nuno Gomes dos Santos, teve uma menção honrosa. Lê-se no comunicado emitido a propósito pela Câmara das Lajes do Pico que, «atendendo à qualidade das duas obras que mais positivamente o impressionaram, o júri resolveu fazer uma menção especial às mesmas, entendendo que não poderiam passar despercebidas, merecendo, sem dúvida, a atenção das editoras». A Ver Açor vai, por isso, publicar os dois livros mencionados.

O júri destacou «o originalíssimo narrador auto reflexivo – João Maria Negreiros – e subversor da própria narrativa que controla» e «o clima surrealista num livro de sabor realista» da obra vencedora, considerada «de inegável valor literário, muito superior à maior parte das que se vão publicando em Portugal».

A obra de Nuno Gomes dos Santos foi classificada como «uma metáfora, muito bem imaginada e literariamente bem conseguida, sobre a desilusão de um combatente contra o regime da ditadura posto perante a realidade de um país que não se reconstruiu conforme os sonhos que lhe tinham custado tantos sacrifícios».

«Coração de Lava», «um conjunto de poemas em diálogo com a ilha», livro de José Luis Tavares, obteve a outra menção honrosa do Prémio Dias de Melo.


Dulce Félix conquista Prata

Image 12056

A atleta portuguesa Dulce Félix conquistou, domingo, a medalha de prata nos Europeus de Corta-Mato, que se realizaram em Budapeste, repetindo a posição alcançada em 2011. Sara Moreira terminou na 12.ª posição e a selecção nacional, que contou ainda com Ercília Machado (31.ª), Sara Carvalho (46.ª) e Anália Rosa (50.ª), desceu para a sexta posição, entre sete selecções presentes. Em declarações à TSF, Dulce Félix admitiu que a corrida foi complicada por causa dos cinco graus negativos que se fizeram sentir na capital húngara. «Não estamos habituados e custa-nos mais a respirar», adiantou a fundista portuguesa.


Pobreza na UE

Em 2011, segundo divulgou o Eurostat, 119,6 milhões de pessoas na União Europeia (24,2 por cento da população dos 27 estados-membro) estavam em risco de pobreza ou exclusão social, das quais 2,6 milhões em Portugal, o equivalente a 24,4 por cento da população. Em causa estão, pelo menos, três formas de exclusão: risco de pobreza, carências materiais graves ou reduzida intensidade de trabalho. Números que estarão, certamente, ultrapassados face à falta de respostas à grave crise económica e social que assola o País.


China bate recordes

A China registou em Novembro o segundo mês de maiores vendas de automóveis de 2012, somando já mais de 17,7 milhões de unidades vendidas, esperando alcançar a meta de 19 milhões de viaturas até ao final deste ano. Segundo noticia o diário Shangai Daily, citando a Associação de Fabricantes Automóveis da China, as vendas aumentaram 8,2 por cento no mês passado face ao período homólogo de 2011.



Resumo da Semana
Frases