Breves
Lutar na rua

Amanhã, às 14 horas, os reformados, aposentados e pensionistas vão concentrar-se em frente ao Ministério da Segurança Social, na Praça de Londres, em Lisboa, contra o roubo das pensões de reforma. O protesto é promovido pela Federação das Associações e Organizações de Reformados, Pensionistas e Idosos do Distrito de Lisboa e pela Confederação Nacional de Reformados Pensionistas e Idosos. Acção idêntica terá lugar em Setúbal, às 14.30 horas, na Praça da República, junto ao Centro Regional da Segurança Social.


Acção de contacto

No dia 21 de Janeiro, o Colectivo de Jovens Trabalhadores da JCP do Seixal realizou uma acção de contacto com os trabalhadores da superfície comercial Rio Sul, para conhecer melhor os seus problemas e recolher assinaturas para a petição «Cortes?! Só se for cortar a troika às postas», acção que os jovens comunistas estão a levar às escolas e locais de trabalho, a nível nacional. Neste abaixo-assinado, que será mais tarde entregue na Assembleia da República, os subscritores rejeitam os cortes de quatro mil milhões de euros nos serviços públicos inscritos no Orçamento do Estado para 2013.


Febre da dengue

João Ferreira, deputado do PCP ao Parlamento Europeu, colocou à Comissão Europeia duas perguntas sobre a problemática da febre da dengue, doença que, infelizmente, passou a constar, muito recentemente, do panorama dos problemas de saúde que afectam a Região Autónoma da Madeira e as suas populações, temendo-se mesmo que outras zonas da União Europeia (UE) possam vir a ser, ou mesmo já estarem a ser, afectadas pelo problema.

Para além de abordar a questão da disseminação e presença de dengue noutras regiões da UE, o deputado comunista questionou igualmente a Comissão sobre a situação concreta da Região Autónoma da Madeira, nomeadamente sobre o acompanhamento, por parte do Centro Europeu de Controlo e Prevenção de Doenças, da evolução da doença nesta Região insular e ultraperiférica, bem como sobre a eventual disponibilização de apoios comunitários para a definição e implementação de medidas de saúde pública que visem não só a sensibilização da população local e visitante, mas também a prevenção, controlo e detecção da doença.


Força da razão

Cerca de 200 pessoas participaram, sábado, numa concentração em defesa da Junta de Freguesia de Santo André, no Barreiro. «No concelho do Barreiro, e com toda a certeza em todo o País, vamos resistir pela continuação das freguesias actuais», disse, na acção, António Marques, presidente daquela Junta de Freguesia.

O protesto contou ainda com a presença dos presidentes das outras juntas de freguesia do Barreiro, assim como do presidente da Assembleia Municipal e do presidente da Câmara. «Eles têm a força do poder, mas não há força que vença a força da razão», disse Carlos Humberto, presidente da Câmara do Barreiro.

No mesmo dia, os comunistas de Almada realizaram, na Praça da Portela, no Laranjeiro, uma Tribuna Pública «Contra a Extinção de Freguesias – Em Defesa dos Serviços Públicos». Nesta iniciativa intervieram Mara Figueiredo, presidente da Junta de Freguesia do Laranjeiro, Zózimo Amado, membro do Executivo da Comissão Concelhia de Almada, José Gonçalves, vereador na Câmara de Almada, e Joaquim Judas, da Direcção da Organização Regional de Setúbal do PCP.

No próximo sábado, a Comissão de Luta Contra a Extinção da Freguesia de Guidões, concelho de Trofa, vai promover, às 21 horas, no Largo Abade de Sousa Maia (Largo da Igreja), a «queima do galheiro» e do «Entrudo», chamado «Relvas». Esta acção contará com a presença, entre outros, de Agostinho Lopes, ex-deputado do PCP na Assembleia da República.


Encontro Concelhio

A CDU de Sines vai realizar, no dia 24, às 15 horas, na sede do Vasco da Gama Atlético Clube, um Encontro Concelhio para debater as próximas eleições autárquicas. Para os comunistas, é tempo de a CDU «envolver todos os seus militantes, simpatizante e votantes na árdua tarefa eleitoral» e «registar sugestões, propostas e opiniões sobre que presente e que futuro queremos para a nossa cidade e para o nosso município, a fim de poderem integrar o programa eleitoral da CDU».


Museu das Rendas de Bilros

A Câmara de Peniche vai iniciar a reabilitação de um edifício na cidade para abrir o Museu das Rendas de Bilros. A intervenção, adjudicada no dia 15 de Janeiro, está orçada em 422 mil euros e tem um prazo de execução de 300 dias. «Queremos potenciar a imagem de Peniche não só com o mar, mas também ligada à tradição e à sua identidade e, por isso, temos este projecto do Museu da Renda de Bilros para perpetuar na memória esta actividade secular muito inculcada nas nossas gentes», explicou, em declarações à Lusa, António José Correia, presidente da autarquia.


Centro Cultural

No dia 19 de Janeiro, a Câmara de Niza inaugurou o Centro Cultural José Maria Moura, na Freguesia rural de Alpalhão, após um investimento de um milhão de euros. Este equipamento, segundo esclareceu Gabriela Tsukamoto, presidente da autarquia, tem como objectivo servir os alunos de uma escola do pré-escolar e do Ensino Básico, através do refeitório e do espaço lúdico integrados no espaço, e apoiar a «população mais idosa, com actividades a funcionar regularmente no centro».


Aumento do desemprego

Em Coimbra, Francisco Queirós, vereador do PCP na Câmara Municipal, alertou para o aumento do desemprego no concelho: uma subida de 30 por cento entre Novembro de 2011 e o mesmo mês de 2012. De acordo «com os números oficiais do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP)» que, segundo o eleito, «estão manifestamente abaixo dos números reais», o «desemprego no concelho atingia 8745 pessoas em Novembro de 2012», enquanto em 2011 «havia 6781 desempregados, o que revela um aumento de cerca de duas mil pessoas».


Em defesa do comércio

A Assembleia Municipal do Porto aprovou, na semana passada, por unanimidade, várias propostas da CDU «em defesa do comércio tradicional, da restauração e da hotelaria» da cidade, que vive «grandes dificuldades». Segundo os comunistas, «o número de insolvências e a perda de postos de trabalho crescem a olhos vistos»; as «razões para esta crise são várias», mas a subida do IVA para 23 por cento foi o «golpe de misericórdia que faltava para lançar o sector no abismo em que está mergulhado».

Nesse sentido, uma das 14 medidas que a CDU propôs foi, precisamente, «a reposição do IVA» para a restauração nos 13 por cento. Esta proposta foi, no entanto, chumbada pela coligação PSD/CDS.


«Mais uma vez enganados»

Na reunião da Assembleia Municipal de Lagos, de 27 de Dezembro, a CDU apresentou e fez aprovar, por unanimidade, uma moção de protesto intitulada «Mais uma vez enganados», onde se exige que o Governo execute a variante da EN125, para retirar do interior da Vila de Odiáxere o trânsito da ligação rodoviária Lagos-Portimão.


Quebra no preço

A Associação dos Vitivinicultores Independentes do Douro denunciou, na passada semana, a quebra no preço do vinho do Porto pago aos pequenos e médios produtores durienses. Feitas as contas, há casos em que se está a pagar, em termos de letras «A» e «B», menos 25 a 30 euros por pipa. Nas letras mais baixas, a descida é muito mais elevada, rondando os 50 euros por pipa. As vinhas no Douro são classificadas segundo uma escala qualitativa de A a F, sendo a A de maior qualidade.


Visita a Colares

A CDU de Colares, Sintra, promoveu, no dia 12, uma visita aos mercados da Freguesia. Esta iniciativa contou com a presença do vereador Pedro Ventura e de Joaquim Domingues Alves, eleito local, que ainda se encontraram com os membros da Direcção e de alguns sócios da Associação de Pescadores e Caçadores. A manhã de contactos terminou na Rua dos Marinheiros, em Colares, onde a população exige a ligação à rede de esgotos.


Mão-de-obra barata

Em comunicado, os eleitos do PCP na Câmara de Beja acusaram o Executivo PS de recorrer «a exploração de mão-de-obra barata» para permitir a reabertura e garantir a segurança da «Villa» romana de Pisões, fechada há oito meses. A solução encontrada, condenam os comunistas, passa por alojar uma «família carenciada» na casa do guarda do sítio arqueológico.