Aconteu
A última missa de Raztinger

Image 12549

Joseph Ratzinger deu a sua última missa como papa, dia 13, na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Depois de ter anunciado, dois dias antes, a sua resignação devido à «idade avançada», Bento XVI falou de «hipocrisia religiosa» e «rivalidades» dentro da Igreja Católica: «Penso nos ataques à unidade da Igreja, nas divisões no corpo eclesiástico», apontando a incoerência dos que se insurgem contra «os escândalos e injustiças cometidas por outros» mas que não estão «prontos a agir no seu próprio coração, consciência e intenções».

Na quinta-feira, 14, o papa demissionário, com 85 anos, garantiu ainda que permanecerá «escondido do mundo», após a efectivação da sua renúncia em 28 de Fevereiro.

Um novo papa será escolhido até à Páscoa, a 31 de Março, num conclave que deverá ser organizado entre 15 e 20 dias após a consumação da resignação do pontífice. O último chefe da Igreja Católica a renunciar foi Gregório XII, no século XV (1406-1415).


Prémio World Press Photo sem trabalho nem máquina

Image 12550

O júri do World Press Photo, o mais prestigiado prémio internacional de fotojornalismo, distinguiu, dia 15, o português Daniel Rodrigues, de 25 anos, com o primeiro prémio na categoria Vida Quotidiana de 2013.

O jovem fotógrafo de Riba de Ave, Vila Nova de Famalicão, congratulou-se com o reconhecimento do seu trabalho, e manifestou a esperança de que o prémio lhe traga trabalho.

Isto porque, tal como dezenas de milhares de jovens talentosos, Daniel Rodrigues está desempregado desde Setembro, e para pagar as contas foi forçado a desfazer-se do precioso material fotográfico.

A fotografia premiada, que faz parte de um conjunto de instantâneos de um grupo de jovens a jogar futebol num campo pelado, foi tirada em Março do ano passado, numa deslocação à Guiné-Bissau. Porém, apesar da evidente qualidade das imagens, foram em vão todas as tentativas para as publicar na imprensa nacional: «Ninguém quis comprar o trabalho».

Agora que o prémio o trouxe para a ribalta, espera conseguir regressar à profissão, «ter uma máquina fotográfica, objectivas e material, para poder voltar outra vez ao fotojornalismo», porque «as saudades já são muitas», declarou à agência Lusa.


Desemprego continua a subir

A taxa de desemprego subiu em Portugal para os 16,9 por cento no quarto trimestre de 2012, mais 1,1 pontos percentuais face ao trimestre anterior, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), divulgados dia 13.

Entre Outubro e Dezembro, o INE contabilizou 923,2 mil desempregados, o que representa um acréscimo trimestral de seis por cento (mais 52,3 mil pessoas) e homólogo de 19,7 por cento (mais 152,2 mil pessoas).

A taxa de desemprego entre os homens fixou-se nos 16,8 por cento e nas mulheres nos 17,1 por cento, registando aumentos face ao trimestre homólogo de 2,9 e três pontos percentuais respectivamente.

O desemprego atingiu um novo máximo também entre os jovens, afectando 165 mil pessoas entre os 15 e os 24 anos, ou seja uma taxa histórica de 40 por cento.


Crise diminui consumo de energia

O consumo de energia em Portugal caiu 5,2 por cento entre 2008 e 2011, fruto do abrandamento da economia e do início da crise financeira, revelou, dia 13, o Eurostat.

O gabinete de estatísticas europeias refere também que Portugal importa 77,4 por cento da energia que consome, enquanto a média europeia se situou nos 53,8 por cento.

A quebra no consumo de energia é uma tendência que se verifica em toda a UE desde o início da crise.


Gageiro homenageado

Image 12551

O fotógrafo Eduardo Gageiro foi homenageado, dia 16, na inauguração de uma exposição, no Museu de Cerâmica, em Sacavém, que coincidiu com o 78.º aniversário do repórter fotográfico.

Intitulada «Eduardo Gageiro – Rapaz de Sacavém, fotógrafo do Mundo», a mostra é organizada pela Câmara Municipal de Loures, e apresenta imagens biográficas, bem como outras que constituem testemunhos marcantes da história do País.

A exposição vai ficar patente no Museu da Cerâmica durante um ano, num espaço que será baptizado com o nome do fotógrafo.


Recessão histórica

A economia portuguesa atravessou em 2012 o segundo ano consecutivo de recessão, não havendo registo anterior de um período tão prolongado de contracção da actividade económica.

Dados do INE, divulgados dia 14, indicam uma queda de 3,2 por cento no Produto Interno Bruto no ano passado, que se soma à redução de 1,5 por cento em 2011 e de 2,9 por cento em 2009.



Resumo da Semana
Frases