Álvaro Cunhal, o Partido e os sindicatos

Image 13309

Não é exagero afirmar que o sindicalismo unitário e de classe consubstanciado na CGTP-IN decorre em grande medida do pensamento e acção revolucionária do PCP e do seu mais destacado construtor, Álvaro Cunhal. Pelo menos desde o III Congresso, de 1943, que o Partido orientou a sua acção para o trabalho junto da classe operária e dos trabalhadores, dando prioridade à constituição e ao funcionamento das células de empresa e à intervenção nos sindicatos nacionais – ligando decisivamente o Partido às grandes massas operárias e alcançando consideráveis mobilizações e uma influência importante em muitas direcções sindicais. A criação, em Outubro de 1970, da Intersindical (com as suas características ímpares) é o resultado mais palpável de uma orientação política justa e comprovada na prática, que o presente confirma. 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: